PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

“Quem bate esquece, que apanha não esquece”, diz Estati

Foi usando desse adágio que o vereador Carlos Alberto Estati começou seu discurso na noite de segunda-feira, quando era esperado o momento de protocolar uma Moção de Repúdio contra a rádio Interativa, Marlene Machado, esposa do deputado Campos Machado e contra o Secretário de Comunicação do prefeito Jô Silvestre e que contou com assinatura de Estati.

Com 9 votos, a Moção de Repúdio contra uma das emissoras que, no ano passado, alcançava uma audiência significativa, é digna de ser bem avaliada. De repente, por questões políticas e opção do deputado estadual e presidente do PTB estadual, Campos Machado, a rádio já não muda a opinião dos ouvintes se não tiver um profissional capacitado com credibilidade que não faça da emissora a extensão da pasta que efemeramente usa.

Carlos Alberto Estati a quem os anos na política já deram um bom equilíbrio para seus pronunciamentos, com um discurso afinado e com os propósitos que a própria política ensinou, começa a não atacar, mas a explicar com clareza certos pontos, sem a necessidade de confronto com a imprensa.

A mensagem inicial do vereador, “Quem bate esquece, quem apanha não esquece” foi uma mensagem praticamente codificada para o Secretário, de quem o vereador ganhou uma ação depois de processar; foi condenado e até já pagou a pena, por tentar colocar o vereador no rol de uma facção criminosa. Como a política sempre reserva a seus amantes certas condições, o Secretário de Comunicação, ao se propor a defender o prefeito, mesmo assim, nunca teve o apoio de Carlos Alberto Estati.

Por outro lado, mesmo não sendo do mesmo partido, Estati fez questão de elogiar a postura que muita gente de Avaré conhece - a do vereador e presidente da Câmara, Toninho da Lorsa, que na inauguração de nova sala de cirurgia da Santa Casa, teve seu nome citado no discurso do provedor Miguel Chibani, pelo fato de ser um empresário que sempre colaborou com a Santa Casa, mas que nunca quis seu nome divulgado. Mas, desta vez, Chibani não deixou de lado.

Estati disse que o nome de Toninho da Lorsa foi pronunciado de forma elogiosa no evento da Santa Casa. Arrematou afirmando: “Avaré vai ser sempre grato a você Toninho” disse Carlos Alberto Estati o vereador que se lembrou do adágio “Quem bate esquece quem apanha não”, que foi dito em boa hora, sendo que a sociedade avareense entendeu a  mensagem.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

11 de dezembro, 2017

Secretário não aceita que suas opiniões sejam contrariadas

11 de dezembro, 2017

Secretário confunde função política com família

11 de dezembro, 2017

Prefeito erra muito e ainda quer ter razão

11 de dezembro, 2017

Duplicação da Raposo agora sai, diz Ricardo Madalena

09 de dezembro, 2017

Jornal salva prefeito de um vexame maior

09 de dezembro, 2017

Secretário elogia advogado preso e diz que é boa gente

09 de dezembro, 2017

Eventos do Quarto de Milha vão para Araçatuba

09 de dezembro, 2017

Prefeito direcionou verba do Centro de Convenções para Arenão

09 de dezembro, 2017

Avaré terá maior Réveillon dos últimos tempos

08 de dezembro, 2017

Secretário não deve estar em seus melhores dias

08 de dezembro, 2017

Pessoas com deficiência visitam Projeto Germinar

08 de dezembro, 2017

Curso de Padaria Artesanal abre vagas

08 de dezembro, 2017

Prefeitura de Piraju abre processo seletivo

08 de dezembro, 2017

Milton Monti perde seu puxador de votos

08 de dezembro, 2017

Moradores do Costa Azul voltam a reclamar

08 de dezembro, 2017

Costa Azul paga taxa de energia para Ceripa

07 de dezembro, 2017

Secretário sente-se ofendido ao ser comparado a Ripoli

07 de dezembro, 2017

Motorista atropela 3 em festa de formatura

07 de dezembro, 2017

Médicos da Rede Básica participaram de treinamento

07 de dezembro, 2017

Rally dos Amigos começa amanhã, dia 08

07 de dezembro, 2017

Processos demonstram uso político da emissora

07 de dezembro, 2017

Pedido de direito de resposta pode ser tentativa de intimidação

Ir para o topo