PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Adiantamentos causam repercussão em Avaré

A tentativa da Prefeitura em defender o caso do adiantamento para viagem feito a Valdinei Muniz lotado no Gabinete do Prefeito e de Reinaldo Caçapa, ambos comissionados, teve repercussão nos meios jurídicos da cidade, onde diversos advogados (e não foram poucos) defenderam a tese sustentada pelo Tribunal de Contas.

De acordo com advogados de várias Prefeituras da região, não há como discutir quando existe uma determinação baseada em lei e, principalmente, quando existe recomendação do Tribunal de Contas orientando que o empenho deve ser feito em nome de funcionário efetivo e estatutário, pelo fato de existir vínculo empregatício.

Segundo outro jurista, a razão de não ser legítimo um comissionado retirar adiantamento de viagens em valores altos é que, de uma hora para outra, esse suposto funcionário, que não tem vínculo empregatício, pode se desentender com a Prefeitura, sendo exonerado, podendo deixar pendência do que retirou, responsabilidade que sobrará para o ordenador de despesas, nesse caso o prefeito, essa a razão de precisar ser um funcionário efetivo e regido pelo estatuto.

A repercussão foi grande visto que a defesa que está sendo feita vem de um elemento que tanto criticou essa postura em outras épocas, com relação a valores de adiantamentos para viagens, em que fazia prejulgamento, pelo fato de alguns políticos que tinham a preferência de parar no restaurante do km 53 da Castello Branco, para degustar o melhor bacalhau e isso para o elemento era uma tortura medieval, mas agora tudo é natural.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

25 de setembro, 2017

CPI contra prefeito deve acontecer hoje na Câmara

25 de setembro, 2017

Apae realiza caminhada em comemoração ao mês de inclusão da pessoa com deficiência

25 de setembro, 2017

Feira da Educação será atração na Frea

25 de setembro, 2017

Câmara tem por obrigação investigar o executivo

25 de setembro, 2017

Advogado confunde liberdade de expressão com perseguição

25 de setembro, 2017

Delegado descreve sobre criminalidade em Avaré

25 de setembro, 2017

Antiético, secretário nega fontes em matérias do Semanário

25 de setembro, 2017

Avaré: uma cidade que teima em não crescer

25 de setembro, 2017

Corte de arvores faz avareense sentir mais calor

25 de setembro, 2017

Semanário erra e grafa errado o título da campanha do Refis

23 de setembro, 2017

Jô Silvestre “Crime contra a fé pública eleitoral e falsidade ideológica”

23 de setembro, 2017

Em nota, Prefeitura suspende cobrança de taxa de lixo

23 de setembro, 2017

Taxa de lixo: mais uma vez Prefeitura volta atrás

23 de setembro, 2017

Prefeitura suspende aulas de informática no ensino municipal

23 de setembro, 2017

ACIA convoca associados na luta contra Fest Country em dezembro

23 de setembro, 2017

Rotarianos e voluntários no plantio árvores

22 de setembro, 2017

Secretário usa emissora para defender governo

22 de setembro, 2017

Rádio vira extensão da Secretaria de Comunicação

22 de setembro, 2017

Investigação sobre sublocação de som faz parte da política

22 de setembro, 2017

Continuam pagamentos ilegais na Educação Municipal de Avaré

22 de setembro, 2017

Rejeitada mais uma denúncia sobre pintura de postes

22 de setembro, 2017

Aumento do Vale Alimentação será analisado pela Câmara

Ir para o topo