Aith era chamado de “primeiro-ministro” de Jô Silvestre

Aith era chamado de “primeiro-ministro” de Jô Silvestre Fonte da Foto: internet

O advogado Marcelo Aith, exonerado na manhã de hoje, dia 05, pelo prefeito Jô Silvestre, depois de ser preso em uma operação do Grupo de Operações Especiais de Combate ao Crime Organizado (Gaecco), era um dos homens fortes da atual administração.

A relação de “confiança” do prefeito e Aith existia há alguns anos, já que o advogado era defensor do pai do prefeito, o ex-prefeito Joselyr Silvestre, em algumas ações judiciais.

Marcelo Aith foi contratado há alguns meses, antes, porém, o cargo que ele vinha ocupando, o de consultor jurídico, foi ocupado por sua esposa, a também advogada Elaine Carneiro Aith.

Elaine foi exonerada após seu cargo ter sido denunciado pela imprensa de Avaré.

A presença de Marcelo Aith no governo de Jô Silvestre era tanta, que o advogado era chamado, dentro dos corredores do Paço Municipal, de “primeiro-ministro”, tamanha a sua influencia na gestão.

Aith também era o nome praticamente certo para ocupar a Secretaria de Negócios Jurídicos, que Jô Silvestre tentou criar na Prefeitura, mas acabou barrada pela Câmara.

Recentemente, Marcelo Aith também se destacou por sua participação na chamada CPI da Fampop. Ele foi o advogado nomeado pela Prefeitura para acompanhar os depoimentos da defesa.

No dia de ontem, horas antes de ser preso, Aith acompanhou Jô Silvestre em uma reunião da Diretoria Regional de Saúde na cidade de Bauru.

Marcelo Aith é pós-graduado em Direito Público e Direito Tributário, com mais de 15 anos de experiência no Tribunal Regional Federal da Terceira Região, amplamente reconhecido pela atuação em Direito Público, com diversos artigos veiculados em jornais, revistas, rádios e programas de televisão.

Veja Também