Atitudes de Jô Silvestre fazem lembrar seu pai

Atitudes de Jô Silvestre fazem lembrar seu pai Fonte da Foto: Avaré Urgente

Quem não se lembra de uma máxima quando o ex-prefeito Joselyr Silvestre, preso ainda em prisão domiciliar, tinha o velho costume de fazer tudo que queria primeiro para depois ver se estava certo ou não e sempre com Tucão a tiracolo. Ninguém esquece do caso de Ricardo Mansur, dono do Mappin, em que o ex-prefeito, sem ao menos levantar as condições se podia ou não ou se a lei permitia o tombamento de uma fazenda, acabou se prejudicando, mas escapou jogando a culpa em Júlio César Theodoro, o Tucão, fato publicado na época neste jornal?

Analisando, neste momento, o que estamos assistindo é justamente uma situação idêntica ao que ocorreu no passado, além de outras mais que terminaram em inúmeros processos contra o ex-prefeito e que o levaram a ser condenado por improbidade administrativa, até mesmo pelo fato de descumprir pedidos da Justiça.

Alguns setores da imprensa apontaram que o prefeito Jô Silvestre havia contratado a advogada Natalie Luzia Biazon, que presta serviços na Secretaria da Indústria e Comércio. O Prefeito Jô Silvestre chegou a afastá-la, depois que os jornais virtuais apontaram que essa prática não poderia acontecer, pois a advogada não teria prerrogativa para passar por cima da Procuradoria do Município, o que deixa uma conotação muito forte de que o filho não tenha receio da Justiça, como ocorreu com seu pai. 

Veja Também