Avaré: boa para envelhecer, mas difícil para os jovens

Avaré: boa para envelhecer, mas difícil para os jovens Fonte da Foto: ilustrativa

A recente publicação sobre uma pesquisa de 2017 em que a revista Exame destaca Avaré como a 20ª melhor cidade para envelhecer em um universo de 40 municípios fez com que muitos setores da cidade refletissem sobre nossa realidade.

Para um representante do setor empresarial de Avaré a cidade tem uma estrutura agradável para a terceira idade e para quem quer tranquilidade. Segundo esse empresário, muitos dos que se dedicaram ao trabalho e a atividades empresariais em cidades grandes, especialmente na capital, preferem uma vida sem muito barulho em cidades do interior e é aí que Avaré passa a ser uma opção de destino para aposentados.

Apesar de atrair aposentados que já estão fora do mercado de trabalho porque já cumpriram suas obrigações, Avaré não é uma cidade que oferece alternativas de trabalho para a juventude, pelo contrário, as oportunidades são mínimas para aqueles que querem seguir uma carreira ou empreender em algum setor da economia.

O jovem de Avaré passa a sentir a falta de políticas públicas de geração de emprego e renda e a ausência absoluta do prefeito Jô Silvestre nessa questão, uma vez que sua especialidade é promover festas, sem a mínima capacidade de desenvolver projetos para impulsionar a economia da cidade.

Com as redes sociais trabalhando intensamente, milhares de jovens estão questionando as prioridades do atual governo que em vez de construir um Arenão para realização de festas em uma semana, deveria aplicar recursos no desenvolvimento da economia e na geração de empregos para o ano todo.

Veja Também