Ciclista avareense faz sucesso fora de Avaré

Ciclista avareense faz sucesso fora de Avaré Fonte da Foto: Assessoria

 

 

 

 

 

 

A impressão que temos é que, realmente, Avaré seja uma cidade contaminada pela política e que chega a esquecer de fatos importantes que em várias cidades está fazendo grande sucesso e levando o nome de Avaré, enquanto que aqui, pouco é lembrado.

Esse é o caso do atleta clicista Carlos Henrique Paixão filho do sitiante José Aparecido Paixão mais conhecido como Nino e Carmem Silva Paixão, que nasceu e cresceu em Avaré, onde foi criado junto com 3 irmãos  na pequena propriedade de seu avô (Carlos Paixão), num sitio no bairro três coqueiros onde trabalhou na infância e parte da adolescência.

Aos 14 anos incentivados pelo seu amigo e companheiro de pedal Rodrigo Javaro começa a participar de provas da cidade e começa a ter destaque no primeiro ano. Logo após, começa a disputar provas regionais sem patrocino somente com a ajuda de seus familiares e comerciantes locais como seu amigo e companheiro de ciclismo Maurício Mendes, aonde começa a chamar a atenção de patrocinadores da modalidade.

Conhecido pelos seus familiares, amigos e companheiros de ciclismo pela dedicação e esforço de alcançar seus objetivos. Paixão como é conhecido foi Campeão paulista em 2000 sem patrocino, em 2001 fecha contrato com a Giant e corre pela equipe (Cicloleriense), correu por 4 anos. A Giant acaba com sua equipe de Mountain Bike, só ficando com a equipe de Ciclismo sendo assim termina seu contrato. No ano seguinte fecha contrato com Sundown onde correu por um ano, logo após fecha com a Action Way de seu amigo Adriano uma empresa que dá consultoria para atletas profissionais, por um ano apenas. Atualmente corre sem patrocínio, correndo por conta própria e obtendo bons resultados. O que chama a atenção é que o nome do atleta não é lembrado pela Secretaria de Esportes e muito menos pelas autoridades que governam a cidade.

Trata-se de um ciclista avareense que vem se despontando há muito tempo e até mesmo disputando com atletas de outros países e vencendo sempre, levando o nome de Avaré para muito longe e sem qualquer patrocínio. Este é um nome que não pode ser esquecido: Carlos Henrique Paixão

Veja Também