Comerciante alugou caiaque por R$ 10

Comerciante alugou caiaque por R$ 10 Fonte da Foto: youtube

A dona da lanchonete que alugou o caiaque para o homem de 37 anos que morreu ao passear na embarcação em uma represa do bairro Parque dos Lagos, em Águas de Santa Bárbara, afirmou que não tinha autorização para cedê-lo, mas acabou alugando.

À TV TEM, ela disse que o caiaque é de um vizinho do bairro que costuma pescar e o deixa na frente do comércio dela, por ficar próximo à prainha.

A comerciante afirmou que não tinha autorização para alugar, mas, por insistência da família, liberou o caiaque por R$ 10 e disse que está à disposição da polícia para esclarecimentos.

De acordo com a Polícia Civil, Marcos Rodrigo da Silva e o filho de 8 anos estavam no caiaque quando a embarcação virou. A criança estava de colete salva vidas e conseguiu nadar até a margem da represa.

A dona da lanchonete também comentou que a família havia sido avisada que o caiaque suportava apenas uma pessoa.

O corpo de Marcos foi encontrado duas horas depois após as buscas de mergulhadores dos bombeiros de Avaré e Piraju, no domingo, dia 08. Segundo eles, o homem passava o fim de semana com a família na represa, que recebe muitos visitantes nesses dias.

A prefeitura, responsável pela fiscalização no Parque dos Lagos, disse que vai apurar o acontecido. Segundo os Bombeiros, essa é a oitava morte por afogamento na região de Avaré esse ano. A Polícia Civil vai investigar o caso. Com informações do site G1.

Veja Também