Cometemos equívoco sobre dívida com a Avaréprev

Cometemos equívoco sobre dívida com a Avaréprev Fonte da Foto: divulgação

O Tribunal de Contas do Estado julgou irregular a prestação de contas da Avareprev referente ao exercício de 2017, sendo que o auditor Márcio Martins de Camargo destacou que a situação do instituto seria “temerária”.

De acordo com as informações publicadas pelo jornal A Voz do Vale de sábado, dia 7 de setembro, são relatadas diversas falhas, sendo que a maioria seria por atraso da Prefeitura de Avaré.

Esse jornal informou que a dívida da Prefeitura de Avaré com a Avareprev passava de 347 milhões de reais, mas, na realidade, como bem narra o jornal A Voz do Vale, se trata de um valor elevado e crescente déficit aturial, que foi equivocadamente compilada por este jornal do jornal A Voz do Vale, não procedendo que a Prefeitura deva 347 milhões e, segundo reclamação feita pelo secretário de Administração, Ronaldo Guardiano, o valor citado pelo Jornal do Ogunhê estava equivocado.

Explica o Secretário de Administração Ronaldo Guardiano que a Prefeitura não deve para o Avareprev R$ 347 milhões de reais, esse valor é uma perspectiva futura de déficit atuarial, ou seja, quando os servidores hoje na ativa, e no futuro se aposentarem, mesmo a Prefeitura recolhendo em dia as contribuições ao Instituto de Previdência haverá um déficit nesse montante. O equívoco foi apenas do Jornal do Ogunhê.

Veja Também