Costa Azul é contra alteração de zoneamento do bairro

Costa Azul é contra alteração de zoneamento do bairro Fonte da Foto: Marcelo Ribeiro

Os moradores do Balneário Costa Azul, pelo menos aqueles mais "antenados", estão chiando que é uma barbaridade contra a administração Jô Silvestre. 

Tudo porque o Conselho Municipal do Plano Diretor (leia-se ex-secretários municipais Paulo Ciccone e João Dalcim) fez publicar no Semanário Oficial a convocação da audiência pública propondo a alteração do zoneamento do bairro.

A mensagem também foi enviada para inclusão no Facebook.com Balneário Costa Azul - Avaré, gerando indignação do morador Carlos Cam, que está dando início às devidas manifestações, conforme esta, cujo texto publicamos abaixo:

Prezado Administrador da Página:

Estou visualizando  sua publicação no Facebook Balneário Costa Azul-Avaré anunciando a Audiência Pública prevista para o próximo dia 18, no Salão Paroquial do bairro, que alguns Conselheiros do Plano Diretor querem nos impor.

Folheando o Semanário Oficial deste sábado (n° 829), leio na coluna "INEDITORIAIS(pag. 4), a Minuta, na íntegra, do EDITAL, não deixando de ficar mais surpreso ainda. E assim, entre tantos, os questionamentos são:

--Por que, ela, Minuta, não foi publicada junto com a CONVOCAÇÃO dias atrás?;
-- Onde ficam localizados os territórios dos loteamentos integrantes da ZUD 3, que querem instituir e quem são os titulares daqueles empreendimentos;
-- Quem são os proprietários requerentes, eventualmente favorecidos pela classificação (reclassificação) anunciada?

Mas vamos aos fatos

Tal convocação, ao que tudo indica, partiu dos ex-Secretários Municipais Paulo Ciccone e João Dalcim, e, no momento, pode ser considerada uma pretensão absurda, extemporânea, fora do contexto (para não falar outra outra coisa), pois, claramente, esconde interesses diversos.

Precisamos nos manifestar e deixar claro que o Costa Azul, agora, não quer alteração na ZUD - Zona de Urbanização Dirigida e que, apesar de não ter sido contemplada totalmente, do modo como solicitou a ADERJ- Associação Defensores da Represa de Jurumirim na reunião de 12/4/2012 (pois fomos voto vencido), a verdade é que nosso bairro até que aceitou, e bem, as determinações, principalmente o artigo 77 da Lei N°213 que tratou da Revisão do Plano Diretor da Estância Turística de Avaré. E que fiquem assim! Pelo menos por enquanto.

"Por que não tiram proveito, profissionalmente falando, somente daquilo que a Lei lhes faculta?", é a pergunta que resta.

"Nada de mudanças que os favoreçam particularmente!", devemos bradar! Tudo em nome do Meio Ambiente e preservação do "Panemão".  A história ensina que novos empreendimentos às margens da Represa de Jurumirim, fora do parâmetros traçados, quase sempre apontam para a condenável poluição.

Até parece que os Conselheiros (um é engenheiro; outro é arquiteto) assumiram algum compromisso que não podiam (nem tinham autoridade para tanto) e agora não sabem o que fazer! E isso se arrasta desde novembro de 2016, mais precisamente  no início daquele mês, quando então o Secretário Ciccone insistiu para que eu convocasse os moradores com vistas uma reunião, possivelmente de "cartas marcadas", parecida com esta que se apresenta, como agora certas pessoas insistem em reeditar. Claro que fui energicamente contrário!

OBS:- Já estamos protocolando ofício junto ao Conselho do Plano Diretor solicitando copias de algumas atas que não publicaram, visando chegar ao "cerne da questão".
Voltaremos ao assunto! 

Carlos Cam (morador do Costa Azul)

Veja Também