PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Deputado Celso Giglio contribuiu com a cidade de Avaré .

Celso Giglio, falecido aos 76 anos, governou a cidade de Osasco por dois mandatos, segundo o prefeito atual Rogério Lins, e deixou a marca do desenvolvimento da cidade, pessoa correta, exemplar e muito competente. O prefeito Rogério Lins decretou luto oficial por 7 dias.

O Deputado Celso Giglio foi um político que contribuiu muito para a cidade de Avaré, até mesmo tendo propriedades aqui na região, onde além de obter boas votações, tinha boas amizades.

Celso Giglio era natural Campinas. Nasceu em 19 de fevereiro de 1941, filho de Antônio Giglio e de Maria Gatti Giglio. Foi casado com Glória Giglio, com quem teve cinco filhos e quatro netos.

Chegou a Osasco no início da década de 60. Médico, formado pela Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, começou a trabalhar como médico concursado do antigo SAMDU (Serviço de Assistência Médica e Domiciliar de Urgência), e da Prefeitura de Osasco. Também passou pela superintendência da antiga FUSAM (Fundação de Saúde do Município de Osasco) e foi secretário de Saúde do município de 1977 a 1982.

Presidiu a Associação Paulista de Medicina – Regional Osasco, entre 1975 e 1977 e foi também presidente da FITO (Fundação Instituto Tecnológico de Osasco), entre 1977 e 1980.

A carreira política eletiva começou com a eleição a vereador em 1988, com a maior votação até então. Foi presidente da Câmara Municipal de Osasco, depois deputado estadual, prefeito por dois mandatos, deputado federal, Superintendente do IAMSPE e atualmente exercia seu terceiro mandato como Deputado Estadual.

Era um municipalista convicto, tendo ocupado a Presidência da Associação Paulista de Municípios – APM, por mais de dez anos. Defendia a necessidade de um pacto federativo mais justo e equilibrado, garantindo mais autonomia e poder de decisão aos municípios em diversas questões que ainda são da alçada do Estado e do Governo Federal.

Sua vida pessoal foi marcada por uma tragédia que comoveu toda a cidade de Osasco: a morte, num terrível acidente de carro, de sua esposa, Gloria Giglio, em 2013. Dr. Celso conduzia o automóvel quando aconteceu, no Km 165 da Rodovia Castelo Branco. Depois de ficar internado por várias semanas, voltou ao trabalho e à vida política, mas a saúde nunca mais foi a mesma.

(Informações da visão oeste)

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

18 de novembro, 2017

Setor de Oncologia: o certo é resolver o problema

18 de novembro, 2017

Santa Casa envia nota sobre caso Oncologia

18 de novembro, 2017

Prefeitura vai processar motoristas da frota municipal devido a multas

18 de novembro, 2017

Vereador questiona preço de aluguel e lembra Tucão

18 de novembro, 2017

Prefeitura informa que prédio vai oferecer melhor acesso

18 de novembro, 2017

João Cury se reúne com o PSDB de Avaré

18 de novembro, 2017

“FSP sonha com você”, faz mais três felizardos

18 de novembro, 2017

Cai a arrecadação da Prefeitura de Avaré, diz vereador

18 de novembro, 2017

Câmara ajuda Prefeito e ainda recebe críticas

17 de novembro, 2017

Duplicação da SP 255 está empregando mais de 1.000 pessoas

17 de novembro, 2017

Campanha da Acia movimenta comércio

17 de novembro, 2017

Pagamento do PIS/Pasep começou hoje

17 de novembro, 2017

Avaré sediará encontro do Fundecitrus na próxima semana

17 de novembro, 2017

Avaré sediará Rally dos Amigos em dezembro

17 de novembro, 2017

Xadrez: Márcio Sanches é heptacampeão avareense

17 de novembro, 2017

Servidor não pode impedir que órgão divulgue seu salário, diz ministro do STJ

17 de novembro, 2017

CNJ exige que tribunais informem pagamentos de todos os magistrados

16 de novembro, 2017

Qual será a verdadeira história da Oncologia em Avaré?

16 de novembro, 2017

Zandoná pede informações à Secretaria da Educação

16 de novembro, 2017

CPI da Fampop realiza oitiva de testemunhas

16 de novembro, 2017

Abertas inscrições para vestibulinho da Etec

16 de novembro, 2017

Câmara realizará audiência sobre Plano Municipal de Mobilidade

Ir para o topo