PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Detran lança campanha que estimula “sorrisão” na CNH

A repercussão da história contada nas redes sociais pelo fotógrafo Filipe Borges sobre a sua saga para ter o direito de sorrir na foto de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Minas Gerais chamou atenção do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), que iniciou nesta semana a campanha “Vai ter Sorrisão”.

Com a hashtah #CNHLacradora, em alusão à expressão utilizada nas redes sociais para elogiar atitudes positivas, a campanha do Detran de São Paulo começou com posts nas redes sociais do órgão, e vai se estender às unidades de atendimento, que vão receber, nos próximos dias, cartazes para informar a população sobre o "sorrisão".  

“A regra não é nova no Detran de São Paulo, mas nós vimos a dimensão que o tema tomou nas redes sociais e a quantidade de gente que desconhecia essa possibilidade. Como levar informação ao cidadão vem sendo um esforço constante do departamento, aproveitamos a oportunidade para reforçar as regras do que é permitido ou não para a foto da CNH”, afirma o diretor-presidente do Detran.SP, Maxwell Vieira.   

Por mês, o órgão paulista emite cerca de meio milhão de CNHs em todo o Estado. A foto é tirada na hora, na própria unidade de atendimento. Por isso, quando for renovar ou dar início ao cadastro para a 1ª habilitação, vale caprichar no visual pra não ter que lamentar pelos próximos anos toda vez que você olhar o documento.

Outros itens permitidos

Respeitando os direitos e garantias fundamentais do cidadão, o Detran paulista permite a utilização de uma série de acessórios, como turbantes, gorros, bonés com a aba para trás, lenços ou “hijab”, hábito religioso, bindi (maquiagem indiana) e óculos de grau (desde que com lentes antirreflexo).

Apenas os itens que prejudicam a identificação, cobrindo ou fazendo sombra no rosto, não são permitidos, como boné com a aba voltada para a frente, óculos escuros e os véus islâmicos “niqab” e “burka”.

Da assessoria do Detran-SP.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

22 de fevereiro, 2018

Semads abre inscrições para os projetos esportivos no CSU

22 de fevereiro, 2018

Prefeitura deposita vale alimentação amanhã

22 de fevereiro, 2018

Estati pede tubulação para erosão do Jardim Europa

22 de fevereiro, 2018

Câmara e vereador se precipitaram, diz opinião pública

22 de fevereiro, 2018

Câmara virou um barril de pólvora soltando faíscas

22 de fevereiro, 2018

Câmara precisa reforçar segurança, diz cidadão

22 de fevereiro, 2018

Sindicato dos Servidores envia nota à imprensa

22 de fevereiro, 2018

Licitação da coleta de lixo é adiada para 5 de março

22 de fevereiro, 2018

Universitários do Direito Eduvale são aprovados no Exame da OAB

21 de fevereiro, 2018

Vereador “joga pra galera” tema que nem existia

21 de fevereiro, 2018

Começa amanhã pagamento do PIS para nascidos em março e abril

21 de fevereiro, 2018

Cabo Sérgio pede calçada em alça de acesso da SP-255

21 de fevereiro, 2018

Ainda estão abertas as inscrições para as aulas de atletismo adaptado

21 de fevereiro, 2018

Eleitores de 5 cidades da região precisam fazer cadastro biométrico até março

21 de fevereiro, 2018

5 ficam feridos após carro bater em placa de sinalização

21 de fevereiro, 2018

Pressão popular coloca em discussão autoridade da Mesa da Câmara

21 de fevereiro, 2018

Coletores deram show de liberdade, igualdade e fraternidade

21 de fevereiro, 2018

Matrículas de informática para deficientes visuais

20 de fevereiro, 2018

Identidade de gênero não é de competência da Câmara

Ir para o topo