Diálogo entre Executivo e Legislativo está cada vez mais distante

Diálogo entre Executivo e Legislativo está cada vez mais distante Fonte da Foto: ilustrativa

Depois de, por diversas vezes, a cúpula do prefeito procurar marcar um encontro entre Jô Silvestre e o presidente da Câmara para um diálogo, o que é normal na política, esse encontro foi ceifado por uma conduta pessoal de um Secretário da Prefeitura que tem a preferência de criticar os vereadores.

A relação entre a Prefeitura e a Câmara foi “gorada” por esse Secretário que, ao colocar dificuldades, poderá fazer com que as coisas se compliquem, cada vez mais, para o prefeito Jô Silvestre, pois esquecem algumas pessoas do governo que, sem o voto da Câmara, muita coisa poderá deixar de acontecer, pelo fato do legislativo daqui para frente levar tudo ao pé da letra, conforme deve.

Como deixou claro o próprio presidente da Câmara, Toninho da Lorsa, depois de vários encontros com o Secretário de Administração, Ronaldo Guardiano, e o Consultor Jurídico, Marcelo Gurjão Aith, não foi possível um diálogo com o prefeito tendo uma pessoa sempre fazendo críticas, com o objetivo de atrapalhar tudo. “Cansei” disse o presidente da Câmara.

O Secretário de Comunicação, a cada dia, vem deixando evidente que sua suposta revolta é com o Presidente da Câmara que, de acordo com fontes, recentemente teria movido ação indenizatória contra a emissora, cujo valor não é pouco, podendo ser essa a razão da suposta explosão do Secretário, possivelmente, achando que com esses ataques colocaria receio no “vereador Calabrês” e que, com isso, retiraria a ação. Revela uma fonte que um fiel escudeiro do Secretário teria procurado o presidente da Câmara com esse pedido e Toninho da Lorsa teria se negado a retirar a ação.

Veja Também