PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Editorial de site fala sobre abuso do poder econômico

O atual prefeito de Avaré corre o sério risco de ser denunciado por ‘abuso de poder econômico’, devido ter nomeado um secretário de Comunicação que faz parte da Emissora Interativa FM, e que faz reiteradas defesas do prefeito em seu programa de Rádio.

Josená Bijolada Araújo vem sistematicamente criticando jornais e demais veículos de comunicação dizendo em Nota Oficial que a imprensa - ‘distorce os fatos’ - em algumas situações contra o prefeito Joselyr Benedito C. Silvestre.

O secretário enviou uma nota em que relata a versão da administração em relação à licitação para adquirir Softwares, matéria publicada com exclusividade pelo jornal A Voz do Vale, e, posteriormente, também por outros jornais.

Ao utilizar uma emissora de concessão federal, usando a Rádio para fazer defesas e atacar a oposição, o atual secretário estaria incorrendo, em tese, num abrupto abuso de poder econômico e também colocando a figura do prefeito em ‘xeque’.

Depois de enviar a Nota Oficial, o secretário que possui informações privilegiadas, leu toda a defesa na Emissora FM, e, novamente, atacou parte da imprensa.

Casos semelhantes já ocorreram. O ex-prefeito de Itaí Luiz Carlos Paschoal teve seu mandato cassado pela Justiça, justamente pela edição de um jornal impresso, o qual fazia destaque ao prefeito.

O caso de ocupar a secretaria e ser ainda apresentador de um programa, conota claramente a falta de paridade entre os políticos que não possuem órgãos de imprensa ou empreguem alguém que trabalhe em qualquer veiculo de comunicação para fazer defesas.

Sem titubear, Bijolada continua sua empreitada em tentar denegrir de modo infame, como secretário de Comunicação alguns jornais, os quais divulgam erros e reclamações de cidadãos, além de exercer o direito de informar e criticar.

Anteriormente, o secretário de Comunicação Bijolada Araújo desdenhou de um canal de TV que tem Sede em Avaré e realiza um trabalho jornalístico, fato notório de tentar desacreditar o órgão de imprensa.

Com tanta veemência, o secretário chegou até mesmo a colocar em dúvida se a Justiça local (Fórum) teria AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), num esgar rompante de mácula, em que o secretário se faz de locutor e agente político.

Não obstante, é nítido que a Emissora é usada somente para tecer elogios e fazer defesas da atual administração, o que demonstra partidarismo exacerbado por parte do agente político em favor de um governante.

O abuso de poder político é aquele cometido por agente público que se utiliza de seu poder perante a Administração Pública, esse desvirtua a opinião dos eleitores e cidadãos com a finalidade de beneficiar a terceiro ou a si próprio.

O juiz Caramuru Afonso Francisco comenta sobre a situação política no Brasil e alega que “sempre foi uma triste tradição em nossa história a apropriação do cargo em proveito do seu detentor, levando por inafastável consequência, à utilização do cargo para fim de perpetuar o grupo governante no poder”.

Por fim, outros juristas afirmam claramente que: “O abuso de poder político, se faz importante esclarecer, é cometido pelos detentores de cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional”.

Uma imprensa séria, não deve se dobrar aos interesses de governantes que chegam ao despautério de acusar que existem jornais que são patrocinados para 'falar mal' de sua administração, como fez o atual prefeito de Avaré.

Não existe rusga entre governo e imprensa, apenas a falta de um canal de comunicação com um profissional capacitado para exercê-la, sem demagogia ou interesses políticos.

Um governo passa, mas a imprensa séria com credibilidade permanece. 

O tempo é juiz e senhor da razão, e a história - sua madrinha-mãe sabe que a 'coruja de minerva só levanta voo ao entardecer'.

(O editorial é do Jornal A Bigorna)

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

24 de fevereiro, 2018

Assunto polêmico volta a ser discutido na Câmara dia 5 de Março

24 de fevereiro, 2018

Câmara acaba promovendo discurso de ódio

24 de fevereiro, 2018

A mesma Câmara teve vereador transgênero

24 de fevereiro, 2018

Morelli pode ter praticado quebra de decoro

24 de fevereiro, 2018

Câmara discute quebra de decoro de vereadora

24 de fevereiro, 2018

Ripoli criticou aumento do vale-alimentação e teve que escutar

24 de fevereiro, 2018

Professores participam de oficinas de capacitação

24 de fevereiro, 2018

Professores ouvem palestra sobre relações humanizadoras

24 de fevereiro, 2018

O que fazer com os produtos sem giro?

23 de fevereiro, 2018

Processo: Jô Silvestre pode estar próximo de perder os direitos políticos

23 de fevereiro, 2018

C. César: vereador presta depoimento sobre vídeo com Zaloti

23 de fevereiro, 2018

Carnês de IPTU já estão sendo entregues

23 de fevereiro, 2018

Concurso da Ceagesp tem vagas para Avaré

23 de fevereiro, 2018

Médico é acusado de mandar “nudes” de dentro de hospital

23 de fevereiro, 2018

Reunião confirma união para permanência da ABQM na cidade

23 de fevereiro, 2018

Internautas discutiram atitude de vereador

23 de fevereiro, 2018

Botucatu poderá virar Estância Turística

23 de fevereiro, 2018

Rodovia Coronel Macedo/Itaporanga continua interditada

23 de fevereiro, 2018

TJ-DF mantém condenação de Joaquim Barbosa por insultar jornalista

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

Ir para o topo