Em crise e com 13º atrasado, Unesp suspende vestibular de meio de ano

Em crise e com 13º atrasado, Unesp suspende vestibular de meio de ano Fonte da Foto: ilustrativa

Com o agravamento da crise financeira, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) decidiu suspender o vestibular de meio de ano, após 18 edições. Segundo a reitoria, houve prejuízo de R$ 1 milhão nos últimos cinco anos com a prova e a baixa oferta de vagas não justifica a oferta do processo seletivo extra.

A instituição, porém, afirma oficialmente que a "principal motivação é acadêmica" e que a "economia de recursos é só uma decorrência". A Unesp diz ainda ter negociado a antecipação de R$ 130 milhões de repasses do governo estadual para honrar seus compromissos.

A gestão João Doria afirma que estuda antecipar recursos.

A Unesp apresenta a pior situação financeira entre as universidades paulistas, com déficit orçamentário que ultrapassa R$ 245 milhões e o atraso de quase dois meses do pagamento do 13º salário dos servidores. No ano passado, a reitoria apresentou um plano de reestruturação acadêmica e administrativa para reduzir custos. Além de extinguir o vestibular de meio de ano, também estuda fechar cursos de graduação com baixa procura.

Veja Também