Emapa: os tempos são outros, senhor prefeito!

Emapa: os tempos são outros, senhor prefeito! Fonte da Foto: Ilustrativa

Por diversas vezes, Jô Silvestre já foi ao programa do Ripoli para defender a realização de um evento que ficou sem ser realizado há anos e que agora tenta fazer com que aconteça este ano. Com certeza deverá um assunto que ganhará muita notoriedade daqui para frente visto o que ocorreu em uma cidade do estado do Rio de Janeiro.

Os antigos políticos e até muitos desses que estiveram com o ex-prefeito Joselyr Benedito Silvestre, que são verdadeiros conhecedores da realidade avareense, são os primeiros a achar que Jô Silvestre possa estar voltando ao passado, para tentar copiar seu pai, cumprindo prisão domiciliar, com a intenção de conseguir uma reeleição, pois já é notório que apenas uma obra gigantesca feita pelo governo federal (túnel da Rua Alagoas) não bastaria para ajudá-lo em uma reeleição.

O pecado maior, segundo alguns companheiros de Jô Silvestre, é que ele iniciou seu governo mais preocupado com o lado político do que com a administração da cidade, sendo que a única obra que está em jogo é o programa “Asfalto Novo”, que vem sendo feito, sem qualquer aviso ao público sobre o local que será pavimentado, trazendo transtorno ao comércio, deixando uma conotação de que não tem grande afinidade com que paga impostos nesta cidade.

Jô Silvestre, como também seu secretário de Comunicação, não aceitam críticas e, quando são criticados pela imprensa, a primeira coisa é usar a Justiça na tentativa de calar a liberdade de expressão e deixando claro que quem não for favorável ao seu governo vai ser processado e isso está ocorrendo com a imprensa de Avaré e com alguns internautas que dão suas opiniões sobre o governo de Jô Silvestre.  A situação financeira de Avaré está em caco, sem pagar nem mesmo as contas, a saúde vai de mal a pior, a parte social da Prefeitura não funciona e o prefeito acha que seu governo vai indo muito bem, o que não é verdade e quem diz isso são seus próprios escudeiros que, na sua frente, o elogiam.

O que Jô Silvestre precisa entender é que a imprensa sabe como funciona toda a estratégia de realização de um evento com uma parte bancada por dinheiro público e como as tarefas demais são feitas para os rendimentos e a imprensa sabe até que esses eventos artísticos nada rendem para os cofres públicos.

Várias jurisprudências e acórdãos publicados nos sites oficiais da Justiça já mostram cidades que tentaram fazer a festa mesmo quando no começo do mandato cada prefeito anunciou a crise de sua cidade, como aconteceu aqui em Avaré e, de repente, tudo isso é esquecido e vamos fazer festa porque festa rende votos. Engano do prefeito Jô Silvestre, pois essa prática há muito tempo não elege prefeitos na região. Os eleitos são aqueles que prometem e cumprem, diferente do prefeito de Avaré que, até agora, não conseguiu nem mesmo terminar obras do governo anterior.

O povo quer melhorias na saúde, na educação e que, pelo menos, o prefeito dê ao povo o básico; quem tiver dúvidas que entre no facebook e verá o descontentamento grande da população de Avaré, principalmente os servidores públicos que o elegeram e que, hoje, são os mais sacrificados. Os tempos são outros e Jô Silvestre não quer enxergar.

Veja Também