Estati diz que estão fazendo trollagem com prefeito

Estati diz que estão fazendo trollagem com prefeito Fonte da Foto: Divulgação

O vereador Carlos Alberto Estati, na sessão de segunda-feira, soltou um termo interessante que chamou muito a atenção da imprensa, quando afirmou que está tudo bem (num sorriso irônico), mas disse que parecia que estavam fazendo trollagem com o prefeito.

Para quem não sabe o significado da palavra, basta pesquisar no google que vai obter imediatamente o resultado: “trollagem” é uma gíria que nasceu na internet que significa zoar, chatear, tirar sarro, sacanear com argumentos sem sentido apenas para enfurecer uma pessoa. Entendemos que o vereador não se saiu bem em seu pronunciamento, ao achar que seria isso que estão fazendo com o prefeito.

Muitos que assistem à sessão, seja de corpo presente ou pela rede social, têm percebido que o vereador Carlos Alberto Estati, teoricamente, não está obtendo o devido conhecimento dos assuntos discutidos em plenário e, quando usa da palavra, não conclui os assuntos, deixando uma conotação de que pouco sabe dos problemas relevantes que vêm ocorrendo na cidade.

Ele como muitos outros políticos ligados ao prefeito Jô Silvestre não têm o mínimo conhecimento de que já saiu o Acordão que para os leigos se trata de uma decisão judicial final sobre um processo por tribunal superior como paradigma para solucionar casos. Denota-se que o vereador não tem conhecimento que foi anulado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, o acordo de desapropriação dos 68 alqueires da Fazenda Água da Onça, realizado, a toque de caixa, e sem que fosse feito o pagamento integral aos credores e nem privilegiaram os credores na ordem de pagamento e que também por não participaram do ato.

O vereador não tinha conhecimento que os 250 mil reais foram depositados em juízo e mal sabe o vereador que a parte credora que seria a Clínica Geriátrica, não teve seu pagamento contemplado integralmente, sendo que a credora nem participou do ato desse acordo. Achamos que a “trollagem” não é bem com o prefeito, mas  com a população avareense, que não consegue entender o porquê dessa pressa da Prefeitura, sobre uma desapropriação que tenta fazer de maneira atropelada passando por cima da lei.

Veja Também