Homem aplica golpe com cartão de crédito em loja de Avaré

Homem aplica golpe com cartão de crédito em loja de Avaré Fonte da Foto: ilustrativa

Câmeras de segurança de uma loja de joias, localizada na área central de Avaré, registraram o momento em que um estelionatário aplica o golpe do cartão de crédito em uma das vendedoras do estabelecimento.

Em julho deste ano, um homem com características físicas semelhantes foi flagrado por câmeras aplicando o mesmo golpe em uma loja de roupas de Itapetininga.

Nas imagens é possível observar que o estelionatário pega a máquina de cartões para efetuar o pagamento. Em um momento de distração da vendedora, ele cancela a compra e emite um recibo em branco. Na hora de devolver a máquina, o golpista entrega um documento falsificado e vai embora com uma corrente no valor de quase R$ 5 mil.

A funcionária do estabelecimento, que preferiu não se identificar, disse que o caso no dia 14 de julho. Segundo ela, o suspeito aparentava ser um cliente comum atrás de um presente para a esposa.

“Estava tudo pronto. Só faltava passar o cartão. Ele chegou, peguei a máquina, liguei, digitei o valor. Virei a máquina para ele digitar a senha, mas ele pegou a máquina da minha mão. Nisso, a nossa cliente falou comigo bem na hora. Eu pedi licença e que já falava com ela. Nesse tempo nem foram 30 segundos", conta.

Ainda de acordo com ela, o homem fingiu que digitou a senha. "Porém, ele cancelou a venda. Ele apertou o botão pra sair o papelzinho como se tivesse feito barulho que foi efetuada a transação, me deu a via como se tivesse ficado com a dele. Perguntei pra ele onde estava a via e ele disse que não precisava. Achei estranho”, conta.

Investigação

De acordo com a polícia, essa foi a segunda vez que câmeras de monitoramento registraram esse tipo golpe na região de Itapetininga em menos de um mês.

No mês passado, o golpista gastou quase R$ 3 mil em uma loja de roupas em Itapetininga e, na hora de pagar, pegou a máquina de cartão na mão e cancelou a operação.

Segundo a polícia, apesar das imagens, o suspeito ainda não foi identificado. Os casos seguem sob investigação. A matéria é do site G1.

Veja Também