Jô Silvestre enfrenta amanhã possível cassação

Jô Silvestre enfrenta amanhã possível cassação Fonte da Foto: divulgação

Amanhã, dia 8 de janeiro, uma terça feira, o prefeito Jô Silvestre enfrenta, na Câmara de Vereadores, uma um processo de cassação por Quebra de Decoro, fato que virou discussão em vários pontos da cidade, até mesmo com pessoas ligadas ao prefeito chegar ao ponto de elevar os ânimos. O processo teve o seu trâmite legal como garante o atual presidente da Câmara, Francisco Barreto de Monte Neto, onde várias testemunhas chegaram a ser ouvidas na Comissão, que chegou a uma conclusão no relatório final da Quebra de Decoro por parte do prefeito Jô Silvestre.

Para que o prefeito venha a ser cassado na noite de amanhã, existe a necessidade de 9 votos, onde muita gente não esta se arriscando a dar uma palavra final sobre o que poderá acontecer amanhã. Existe um grupo ligado ao prefeito que ainda está apostando em alguns supostos erros no encaminhamento do processo, mas algo que está sendo muito debatido entre a sociedade é o fato das testemunhas apresentadas pelo prefeito, serem pessoas que ocupam cargos comissionados na Prefeitura que com certeza, em uma outra esfera da Justiça seria uma situação ainda bem mais contraditória.

Segundo uma fonte, o prefeito estaria apostando muito no entendimento de seus advogados, mesmo durante todo esse período não ter demonstrado um apoio incondicional aos vereadores de sua base, os quais, mesmo reclamando da distância entre eles, e o prefeito, continuam defendendo-o em situações contundentes no plenário, como a que veremos amanhã à noite. Na visão dos entendidos, amanhã à noite muita coisa poderá ser esperada na hora de cada um dar a sua versão dos fatos, mesmo os vereadores que são pela cassação como os contrários. O fato é que não dá para tirar conclusões precipitadas agora.

Veja Também