Jornal aponta crescimento da violência contra a mulher em Avaré

Jornal aponta crescimento da violência contra a mulher em Avaré Fonte da Foto: ilustrativa

Através de um levantamento muito bem feito, foi apontado pelo Jornal A Comarca, que está indo para as bancas de toda a região nesta sexta-feira, dia 12, que Avaré está com números alarmantes de violência contra a mulher.

O jornal procurou a Delegacia da Mulher de Avaré, onde conseguiu dados que mostram que mais de uma mulher é agredida por dia na cidade, o que é um número que deveria preocupar toda a sociedade e que o Poder Público precisa ter atenção pra esse fato, pois atualmente não se pode mais admitir violência contra a mulher, em nenhuma circunstância, pois existe a Lei Maria da Penha, mas mesmo sem a questão da lei, os homens devem respeitar suas companheiras, já que a mulher a cada dia ganha mais espaço na sociedade merecidamente.

A informação do jornal é que em 2017 foram registradas 431 das vítimas de violência doméstica. Em 2018 tiveram 418 registros do mesmo crime e neste, 2019, já tivemos 120 casos de agressão contra as mulheres, uma média de mais de uma agressão diária contra as mulheres, o que lamentamos e temos que divulgar para denunciar e pedir providências às nossas autoridades, principalmente para conscientizar sobre esse mal em nossa cidade.

Outra situação é a medida protetiva, que muitas mulheres pediram e que tem aumentado todos os anos, onde foram pedidos 185 em 2107, passando pra 293 em 2018, que é um grande crescimento. E neste ano tivemos 95 pedidos de medida protetiva nesses três meses, dando uma conotação de que esse número está crescendo.  Outro número trazido pelo jornal é o de estupro de vulnerável, onde tivemos 25 casos em 2017, 25 casos em 2018 e 10 casos neste ano. Muito importante divulgarmos essa situação e combater a violência contra a mulher, fica a nossa posição de respeito às mulheres, deixando aqui nosso elogio à jovem jornalista Bianca Stella, que fez essa reportagem muito importante para a nossa sociedade.

Veja Também