PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Moção de Repúdio é aprovada contra rádio de Campos Machado

Depois de todos os vereadores fazerem uso da palavra para expressar seu voto, a Moção de Repúdio contra a emissora de Campos Machado, que está em nome de sua esposa Marlene Machado - fato lembrado por alguns vereadores - foi aprovada por 9 votos contra 4.

Votaram favoravelmente à Moção de Repúdio envolvendo a Rádio Interativa e o Secretário de Comunicação do atual governo, Josená Bijolada Araújo (foto abaixo), os seguintes vereadores: Toninho da Lorsa, Francisco Barreto de Monte Neto, Marialva Biazon, Ernesto Albuquerque, Adalgisa Ward, Carlos Alberto Estati, Flávio Zandoná, Sergio Fernandes e Jairinho do Paineiras. Contra a Moção votaram os vereadores Roberto Araújo, Alessandro Rios, Ivan da Comitiva e César Morelli.

Durante a votação cada vereador fez uso da palavra para explicar porque era a favor ou contra, condição em que cada um que se sentiu ofendido teve a oportunidade de explicar porque estava sendo favorável à Moção de Repúdio, oportunidade que vários fatos foram relatados, a ponto de ser lembrado que não seria aquela a primeira Moção a ser apreciada, mas também contra o vereador cassado Rodivaldo Ripoli que também foi protagonista de um Repúdio pelo poder Legislativo, e pelo mesmo motivo, o de usar a emissora do Deputado Antônio Salim Curiati para denigrir a imagem do parlamento avareense da época.

O vereador Toninho da Lorsa afirmou que dona Marlene Machado e Campos Machado já haviam sidos comunicados e, mesmo assim, não tomaram qualquer providência. Ainda destacou o presidente da Câmara que o dono da emissora é responsável pelos seus funcionários, pois além de ser uma empresa é uma concessão pública, que não pode ser usada para ofender uma instituição como a Câmara de Vereadores em ato contínuo.

Alessandro Rios, apesar do dom da palavra, não conseguiu convencer nenhum dos 9 ao dizer que deveria existir a Moção somente contra o radialista e também Secretário de Comunicação, lembrando que a emissora é uma concessão pública e que poderia processar a Câmara, argumento que não convenceu os demais que votaram contra. Mesmo dizendo que seu voto estava sendo imparcial não convenceu alguns, já que é do partido de Campos Machado, o PTB. Foi esclarecida por Marialva Biazon a postura do vereador que, por ser do partido do prefeito, não poderia votar contrário.

Durante o discurso de votação, Ernesto Albuquerque, que também disse ter sido praticamente perseguido pelo programa da emissora, afirmou que só as crianças que estão nascendo agora não sabem que a emissora não é do deputado Campos Machado. Esta declaração é pelo fato da emissora estar registrada em nome de sua esposa, Marlene Machado.

Ainda hoje, o Jornal do Ogunhê vai trazer mais detalhes sobre a votação, pois em algumas ponderações vereadores chegaram a citar o nome do deputado Campos Machado por diversas vezes, destacando alguns processos indenizatórios que, teoricamente, ainda não sejam do conhecimento do deputado Campos Machado e de sua esposa Marlene Machado.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

24 de fevereiro, 2018

Assunto polêmico volta a ser discutido na Câmara dia 5 de Março

24 de fevereiro, 2018

Câmara acaba promovendo discurso de ódio

24 de fevereiro, 2018

A mesma Câmara teve vereador transgênero

24 de fevereiro, 2018

Morelli pode ter praticado quebra de decoro

24 de fevereiro, 2018

Câmara discute quebra de decoro de vereadora

24 de fevereiro, 2018

Ripoli criticou aumento do vale-alimentação e teve que escutar

24 de fevereiro, 2018

Professores participam de oficinas de capacitação

24 de fevereiro, 2018

Professores ouvem palestra sobre relações humanizadoras

24 de fevereiro, 2018

O que fazer com os produtos sem giro?

23 de fevereiro, 2018

Processo: Jô Silvestre pode estar próximo de perder os direitos políticos

23 de fevereiro, 2018

C. César: vereador presta depoimento sobre vídeo com Zaloti

23 de fevereiro, 2018

Carnês de IPTU já estão sendo entregues

23 de fevereiro, 2018

Concurso da Ceagesp tem vagas para Avaré

23 de fevereiro, 2018

Médico é acusado de mandar “nudes” de dentro de hospital

23 de fevereiro, 2018

Reunião confirma união para permanência da ABQM na cidade

23 de fevereiro, 2018

Internautas discutiram atitude de vereador

23 de fevereiro, 2018

Botucatu poderá virar Estância Turística

23 de fevereiro, 2018

Rodovia Coronel Macedo/Itaporanga continua interditada

23 de fevereiro, 2018

TJ-DF mantém condenação de Joaquim Barbosa por insultar jornalista

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

Ir para o topo