Movido pelo ódio, Secretário se perde em discursos

Movido pelo ódio, Secretário se perde em discursos Fonte da Foto: ilustrativa

Cabe sempre à imprensa, seja escrita, virtual ou falada, trazer total esclarecimento a seus leitores quanto ao que acontece no âmbito político ou social de uma cidade, noticiando de forma clara e límpida, para que não fiquem dúvidas nos leitores, por isso a necessidade de haver a coerência da imparcialidade. A foto meramente ilustrativa.

Esta tem sido a posição tomada pelo Jornal do Ogunhê desde que, há 12 anos, tornou-se o precursor do jornalismo virtual em Avaré, com notícias referentes à cidade. Nosso compromisso, como sempre deixamos claro, é com nossos leitores, razão do jornal não ter ligações com nenhum grupo político.

Diante de tantos acontecimentos que vêm ocorrendo em Avaré, Jô Silvestre deveria ser notícia positiva pela imprensa. Mas, como o interesse principal do Secretário é atacar aqueles que não concordam com seu discursinho, acaba não fazendo seu verdadeiro trabalho que seria enviar “relises” para os jornais, fazendo isso apenas nas sextas-feiras depois de 7 horas da noite, enviando “relises” de matérias que vão ser veiculadas no Semanário de sábado.

Enquanto isso, o setor que deveria fazer a promoção do prefeito e do seu governo, tem como proposta atacar jornais virtuais e o Poder Legislativo, esquecendo que, depois de uma Moção de Repúdio, as coisas mudaram e a sociedade passou a ver o Secretário com outros olhos e o avareense e até mesmo o eleitorado de Jô Silvestre já não se convence mais com seus inflamados discursos radiofônicos.

Completamente sem pauta, com um jornalismo sem conteúdo, o Secretário de Comunicação, além de atacar poderes em Avaré, chega a mostrar que, teoricamente, é uma pessoa movida pelo ódio, a ponto de noticiar que passou a madrugada inteira sem dormir para fazer inúmeros inquéritos contra um senhor que, segundo ele, chega a ofendê-lo. Sem dizer o nome desse senhor, o que demonstra uma forma de trazer receio às pessoas, quando deveria ter o real sentimento de um jornalista coerente e citar o nome, mas prefere seu antigo e velho jargão de ameaçar aqueles que não concordam com seu discurso.

O Secretário deixa uma forte conotação de ter a sua vida movida pelo ódio, o que não combina em nada mesmo com quem pensa saber alguma coisa sobre a palavra ingratidão. Como já dissemos, ao invés de promover o prefeito, que é para isso que ele ganha,  fica procurando uma maneira de confundir a opinião pública, colaborando para que as críticas ao prefeito cresçam desordenadamente.

Enquanto o Secretário, movido pelo ódio, fica sem dormir para produzir inúmeros inquéritos contra um senhor, esse senhor já se prepara para um final de semana na praia de Pitangueiras, levando em sua bagagem o que há de mais importante, colhido durante 40 anos de trabalho, credibilidade e serenidade, dormindo tranquilamente. 

Veja Também