Nota da Prefeitura sobre Operação do GAECO em Avaré

Nota da Prefeitura sobre Operação do GAECO em Avaré Fonte da Foto: Assessoria

A Prefeitura da Estância Turística de Avaré informa que, na manhã de hoje, 5, um promotor de justiça integrante do  Gaeco (órgão especial do Ministério Público do Estado de São Paulo), esteve no Paço Municipal cumprindo uma ordem judicial para analisar a  sala de trabalho do então Consultor Jurídico do Município, o advogado Marcelo Gurjão Silveira Aith.

Após analisar a sala,  o promotor deixou  o local sem ter efetuado qualquer tipo de apreensão.

Segundo informações obtidas junto ao próprio Ministério Público, a checagem da sala se deu no âmbito de uma investigação criminal que  esta ocorrendo na comarca de Rio Claro (SP) e não possui qualquer relação com a atividade pública desenvolvida pelo advogado na Prefeitura de Avaré. Muito menos, atos da atual gestão estão sob investigação do órgão.

A vistoria foi acompanhada  por um representante da Procuradoria Municipal e por Assessores Jurídicos da Prefeitura.

Segundo o Ministério Público, a operação cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão de documentos e, ainda, de condução coercitiva em outras cidades do Estado como Piraju, Rio Claro e Piracicaba.

Através da Portaria 9.251, emitida pelo Prefeito na manhã de hoje, o advogado foi exonerado da função que ocupava na administração local.

 

Avaré, 5 de Dezembro de 2017.

 

Secretaria de Comunicação.

Veja Também