PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Nota da Secretaria de Saúde de Avaré

A Secretaria de Saúde da Prefeitura da Estância Turística de Avaré esclarece a ocorrência registrada na manhã de ontem no Pronto Socorro Municipal (PS) onde uma paciente foi as redes sociais reclamar da “demora” no atendimento.

De acordo com as informações indicadas no Sistema de Gerenciamento de Unidade de Emergência utilizado para registro de entrada e saída de pacientes do PS, a paciente de nome Ellen Cristina C.L, deu entrada a unidade exatamente as 09:55.

Logo depois, foi encaminhada para triagem e classificação de risco de seu estado de saúde. A classificação de risco é uma ferramenta utilizada nos serviços de urgência e emergência, que visa avaliar e identificar os pacientes que necessitam de atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica, potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento.

Feita a triagem, a paciente foi encaminhada ao consultório médico que solicitou exames complementares para a conclusão do diagnóstico e efetiva medicação.

Ocorre que, as 11:00 da manhã do mesmo dia 10.08 (1 hora depois da paciente ter registrado sua entrada no PS e, após ter sido avaliada pela enfermagem e passar por uma consulta médica) foi constatada a sua evasão da unidade. Os funcionários chamaram a paciente por diversas vezes para a coleta do material de exame e nenhuma resposta foi dada.

Pelos registros, a paciente não aguardou a continuidade do seu atendimento e preferiu polemizar o caso indo às redes sociais. Conforme a imagem anexa, o atendimento a paciente Ellen Cristina transcorreu dentro da normalidade que se espera dentro de um serviço de urgência e emergência que abriga as ocorrências de 17 cidades da região com volume diário de até 600 atendimentos.

A Secretaria de Saúde mantém-se firme no propósito trabalhar para elevar a qualidade dos serviços prestados a população. Os usos políticos de casos como este não contribuem para a melhora do sistema, e sim, provocam distorções gritantes como se verifica.

 

Nota da redação: a matéria foi veiculada neste jornal por se tratar de um assunto de interesse público, não foi a nenhum momento de uso de cunho político, conforme afirma a Nota e muito menos uma tentativa de provocar distorções gritantes. Foi, apenas, o relato de uma paciente angustiada.

 

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

22 de agosto, 2017

Barreto cobra mais transparência com relação à Univesp

22 de agosto, 2017

Até líder vota contra veto de Jô Silvestre

22 de agosto, 2017

Barreto deu parecer favorável à Univesp

22 de agosto, 2017

Toninho diz que já notificou prefeito sobre devolução

22 de agosto, 2017

Minotauro participou de evento em Avaré

22 de agosto, 2017

O descaso com aqueles que precisam do Cosa

22 de agosto, 2017

Eduvale promove Semana Jurídica

22 de agosto, 2017

Aumentam vídeos sobre pedido de nota fiscal em pedágios

21 de agosto, 2017

Escola de Avaré não tem alvará da Vigilância Sanitária, aponta TC

21 de agosto, 2017

Técnicos discutem infestação de pernilongos na cidade

21 de agosto, 2017

Revogação de poderes da advogada, pode causar problema

21 de agosto, 2017

Vagas de emprego na região

21 de agosto, 2017

INSS: convocados para revisão do auxílio-doença têm até hoje para agendar perícia

21 de agosto, 2017

Deputado vai ao DER se informar sobre 2ª fase da Raposo Tavares

21 de agosto, 2017

Secretaria de Habitação entrega casas populares na região

21 de agosto, 2017

Escola é fiscalizada pelo TC em Avaré, até AVCB não tem

21 de agosto, 2017

Vereador questiona nova Universidade Virtual

21 de agosto, 2017

Políticos repassam concessões de rádio e TV para parentes

19 de agosto, 2017

Contrato para instalação de scanners corporais em presídios é assinado

19 de agosto, 2017

Imprensa é o farol do prefeito que governa no escuro

19 de agosto, 2017

Presidente da Câmara divide opiniões em Avaré

19 de agosto, 2017

Atitudes de Jô Silvestre fazem lembrar seu pai

Ir para o topo