PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Nota de esclarecimento da Prefeitura

Sobre informações notadamente incorretas publicadas hoje nos jornais eletrônicos “jornaldoogunhê” e “jornalabigorna” relatando “irregularidades” na forma como adiantamentos de despesas foram destinados a “agentes políticos” desta administração, informamos que, erroneamente, as duas publicações tratam servidores comissionados desta Prefeitura como “agentes políticos” e, da mesma forma, apontam ilegalidades aos agentes quando estes retiram adiantamentos em dinheiro para custeio de viagem e ou despesas relacionadas a função pública. O Decreto 2.283 de 2009 e consonância com a lei 1.283 de 17 de novembro do mesmo ano, regulariza o REGIME DE ADIANTAMENTO  na Prefeitura de Avaré. O parágrafo 2o do artigo 2o do dispositivo deixa claro quem deverá, para efeito legal, ser considerado agente público.

Parágrafo 2º – entende-se por agente público, os servidores municipais da administração pública direta, ocupantes de cargos de provimento efetivo OU COMISSIONADO.

O artigo 3º  indica, expressamente;

Art. 3º – o empenho de adiantamento somente poderá ser realizado em EM NOME DE AGENTE PÚBLICO.

Desta forma, os servidores citados nas reportagens em comento, apesar de ocuparem função comissionada na administração municipal, atendem perfeitamente a legislação vigente, não caracterizando, como indicam as matérias, ato ilícito, dispensando qualquer necessidade de apuração do poder legislativo municipal que, de forma idêntica, utiliza os mesmos parâmetros normativos para realizar os adiantamentos de suas despesas.

Todos os adiantamentos de despesas desta Prefeitura são efetivados mediante critérios rígidos de controle sendo que, as prestações de contas, todas sem exceção, são submetidas a um detalhado processo de checagem pelo Departamento de Análise e Conferência – DAC .

O respeito à legislação é tamanho que, desde que o conjunto de regras foi criado em 2009, nenhum apontamento foi realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Isso demonstra que o dinheiro público é tratado com extremo cuidado por funcionários efetivos desta administração.

No desejo de que distorções desta natureza não se repitam, a Secretaria de Comunicação reforça sua disposição permanente em colaborar na apuração de informações relacionadas ao poder executivo local. Anexo, íntegra do Decreto 2.283 de 2009.

 

Avaré, 13 de Julho de 2017 | Secretaria de Comunicação

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

24 de julho, 2017

Detentos do CR pintam escola em Avaré

24 de julho, 2017

A partir de hoje, intensificação de vacinas em Avaré

24 de julho, 2017

Equipe Tor faz prisões em dois dias de trabalho

24 de julho, 2017

TOR prende homem procurado por homicídio

22 de julho, 2017

Elementos usam nome da Santa Casa para aplicar golpes

22 de julho, 2017

Confirmaçao de notas fiscais estaria criando receio a comissionados

22 de julho, 2017

Prefeito copia o pai e pode responder por crime de responsabilidade

22 de julho, 2017

Prefeitura tenta desqualificar Lei Orgânica

22 de julho, 2017

Veículo oficial: Prefeitura muda entendimento

22 de julho, 2017

Sindicato dá prazo para Prefeitura apresentar folha salarial

21 de julho, 2017

Campo Machado contempla cidade vizinha, esquece Avaré

21 de julho, 2017

Assessor do prefeito dá carteirada na ABQM

21 de julho, 2017

FSP participa do Quarto de Milha em Avaré

21 de julho, 2017

Servidores do Samu trabalham sem quentinhas

21 de julho, 2017

Secretaria promove encontro de Mães Especiais

21 de julho, 2017

Faculdade Eduvale, Do Vale TV e Eduvale FM estão na 40ª AQBM

20 de julho, 2017

Diego Beraldo é o novo secretário da Cultura

20 de julho, 2017

Presidente do Sindicato diz que Prefeitura não fornece documento

20 de julho, 2017

Escritor doa livros para Biblioteca em Braile

20 de julho, 2017

Univesp divulga programação do vestibular

20 de julho, 2017

Itatinga: justiça determina exclusão de vídeos

20 de julho, 2017

Sem terminar UPA, Avaré pode ter que devolver recursos

Ir para o topo