Políticos contam com esquecimento do povo

Políticos contam com esquecimento do povo Fonte da Foto: arquivo

Políticos de Avaré mostram que, eventualmente, apostam no esquecimento da população e isso não deixa de ser uma verdade. Para ilustrar o que estamos escrevendo fomos buscar um assunto de grande relevância que termina em dois simples cartazes, mostrando uma grave situação e que os políticos, ao apostarem no esquecimento do povo, nem sequer tocam no assunto.

Este jornal, pela responsabilidade de informar, volta ao assunto.  Quem não se lembra do caso amianto que mobilizou a cidade nos velhos tempos do ex-prefeito Rogélio Barcheti, cuja secretária de Meio Ambiente era Mirtes Vieira. Naquela época, acontecia um movimento por parte de algumas pessoas e políticos para a remoção do resto de amianto que estava em um dos barracões à beira da rodovia, assunto que chegou a ser destaque em programas de televisão, apontando o perigo que a cidade corria com o grande montante de sacos de amianto ainda guardados naquele barracão e que os que defendiam com unhas e dentes o meio ambiente de Avaré anunciavam a necessidade da remoção, pois, segundo informações, poderia trazer problemas de câncer às pessoas.

A remoção foi feita os quais conseguiram a remoção com tanto custo, mas não em sua totalidade e o restante ainda não foi retirado e a imprensa noticiou, na época; no local, como que estabelecendo os perigos do resto de amianto que ainda existem, estão placas indicativas: “Proibido a Entrada Local Contaminado” e ainda na entrada da empresa fechada, uma placa da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura com um alerta: “Não entre esta área contém resíduos de amianto, material altamente perigoso”.

Naquela região empresas convivem com o perigo, pois não existe nenhum sistema de segurança maior para impedir que um curioso entre ali e possa ser contaminado pelo produto e nossos governantes se esquecem de que garotos podem estar passando por ali ou até mesmo brincando sorrateiramente no local, porque até mesmo em um buraco de armazenamento se vê uma grande placa em vermelho explicando a existência ainda de amianto.

Portanto, nossa crítica é no sentido de esclarecer o perigo que o local oferece já que no local ainda existe uma quantia perigosa desse produto, razão pela qual consideramos que os políticos de Avaré realmente apostam no esquecimento da população. Agora perguntamos: como fica essa situação? Será que o que era tão perigoso nos governos passados, neste governo deixa de ser?

Veja Também