Postergação de projeto teria desmascarado vereadores

Postergação de projeto teria desmascarado vereadores Fonte da Foto: internet

Pelo que estamos observando nas redes sociais a população já não suporta mais esse estilo de política em Avaré; registram internautas sua revolta quanto ao comportamento dos vereadores da base do prefeito e também do presidente Barreto de Monte Neto, no caso do pedido de vista feito pelo Vereador Carlos Alberto Estati.

Aos poucos, a população vem percebendo que tudo não passou de um jogo político, por dois motivos que mostram a desnecessidade de todo aquele barulho no dia 17 de fevereiro, quando Barreto mais uma vez teria cometido um grande erro ao votar a pedido de um vereador da base do prefeito; comentam os internautas que já seria tempo de Barreto deixar o Partido dos Trabalhadores e aliar-se a Jô Silvestre.

Nessa seara, os fatores que mais condenam o comportamento do presidente da Câmara, Barreto de Monte Neto, foi o fato ter prometido o voto para o pedido de vista do vereador Estati, sem antes ouvir a discussão vindo a confessar somente no momento da discussão do projeto; o segundo, quando demonstrou não conhecer o regimento interno da Câmara que não permite alterações nem emendas em projeto que já tramitou e passou pelas comissões.

O presidente Barreto, se tivesse conhecimento, poderia ter evitado todo aquele tumulto se soubesse que as vistas são tão somente para que o parlamentar possa se inteirar do projeto e assim decidir seu voto. O fato é que nem isso justificaria todo imbróglio protagonizado por ele na sessão do dia 17, já que o vereador Carlos Alberto Estati teve mais de 20 dias para ter acesso ao Projeto de Lei que estava disponível na Câmara.

Veja Também