Prefeito mostra estado da frota de veículos do governo anterior

Prefeito mostra estado da frota de veículos do governo anterior Fonte da Foto: Face

O prefeito Jô Silvestre, recentemente, mostrou em sua página na rede social, o estado crítico da frota de veículos que recebeu do governo anterior, como se isso pudesse estar atrapalhando sua administração.  Sempre trazendo a público fatos contraditórios, ele agora, através do Semanário, mostra a aquisição de mais três veículos que somando a Prefeitura só no seu governo já tem mais de 30 veículos novos.

O que vem atraindo a atenção da população é que o prefeito, que não consegue nem mesmo dar o básico que seria a manutenção de ruas, logradouros e avenidas, mesmo com mais de 30 novos veículos, não percebe o quanto é contraditória a publicidade em sua página da rede social, mostrando carros sucateados do governo anterior; embora com mais de 30 novos veículos, atualmente, ainda não conseguiu dar um choque positivo de administração na cidade e, sempre induzindo a população a acreditar que tudo vai indo bem, quando coloca até mesmo uma placa de desapropriação em um terreno sub judice.

Jô Silvestre, atualmente, vem sendo considerado o governo que mais volta atrás em suas atitudes como administrador, basta observar que a manutenção de ruas e avenidas da cidade não aparece, quando uma grande parte da cidade já está com suas vias e sarjetas tomadas pelo mato, sem que sejam tomadas providências, quando poderia ser feito um mutirão para, em pouco tempo, acabar com essa situação e, então, passar a fazer apenas a conservação.

Até mesmo antigos políticos, que conviveram com o pai do prefeito Jô Silvestre, são incisivos ao falar que, nos próximos dois anos, o jovem filho de Joselyr Silvestre não conseguirá nem mesmo terminar obras de grande relevância iniciadas em governos anteriores, podendo vir a carregar a pecha de prefeito que não tem pulso administrativo.

Portanto, o contraditório está em mostrar uma frota de veículos sucateada e, mesmo com mais de 30 novos carros adquiridos, não conseguir entregar à população nem mesmo o básico.

 

 

Veja Também