Prefeitura afirma que servidor foi contratado por convênio

Prefeitura afirma que servidor foi contratado por convênio Fonte da Foto: Ilustrativa

A Prefeitura de Avaré terá que apresentar uma série de documentos sobre a contratação do servidor Ricardo Antonio de Barros que, segundo infomção, foi contratado por Convênio para colaborar na área da Indústria e comércio como um servidor comissionado, mas que nunca foi visto no setor. 

O site Avaré Urgente questionou o secretário de Comunicação que, mais uma vez, faltou com o conhecimento sobre o assunto ao afirmar que foi através de convênio, não se lembrando de que qualquer convênio que a Prefeitura venha a fazer tem que passar pela Câmara de Vereadores.

O fato é que o servidor que trabalha na Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e ao mesmo tempo é comissionado na Prefeitura de Avaré, e de acordo com causídicos, essa contratação é bem mais complicada para se fazer e a Prefeitura somente resolveu falar no assunto agora, mas a descoberta dessa situação já vem de dois meses passados, chegando o fato ao conhecimento do vereador Barreto, que está levando a coisa a sério e com certeza nessa contratação possa ter indícios de um servidor fantasma.

A defesa da Prefeitura com relação ao servidor é muito fraca, na opinião do vereador Barreto, pois ele esteve na Secretaria de Indústria e Comércio, onde as informações sobre o servidor não batiam;  além disso, revelou que alguém de nome Wilson Caruzo assinava o ponto para o servidor. O pior de tudo isso é que o vereador descobriu que não existe convênio com a SPU, pois se tem, esse contrato não passou pela Câmara, sendo uma contratação feita por decreto do prefeito o que fere princípios e normas da lei.

Veja Também