PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Prefeitura gasta mais de meio milhão com adiantamentos, diz jornal

Em apenas sete meses de administração, o governo Jô Silvestre gastou em adiantamentos para despesas mais de meio milhão de reais, com adiantamentos de despesas, um instrumento contábil que funciona como uma espécie de “cartão corporativo” para gastos públicos - narra o jornal A Comarca na edição de ontem, sexta-feira, dia 14 de julho.

A Comarca apurou que o prefeito Jô Silvestre já empenhou, em sete meses, 558 mil reais com adiantamento de despesas; pouco mais de 192 mil reais foram devolvidos aos cofres municipais, sendo que, no total, a Prefeitura gastou 366 mil reais com despesas de viagens, compras emergenciais e despesas imediatas.

Essas verbas, de acordo com o jornal, saíram de setores como: Fundo Municipal de Saúde, Departamento de Projetos e Convênios, Procuradoria Jurídica, Departamento de Gestão Esportiva, Fundo Social de Solidariedade, Departamento de Gestão e Cultura e Lazer e do Gabinete do Prefeito.

A Prefeitura se defende afirmando que os adiantamentos são controlados de forma rigorosa pelo Departamento de Análise e Conferência, afirmando ainda que o Tribunal de Contas faz uma análise minuciosa dessas despesas e desde que a lei foi criada, em 2009, nenhum apontamento foi feito, o que mostra a lisura do processo que é o mesmo desde 2009.

Por outro lado, há de se trazer à luz do dia que ninguém está aduzindo ilegalidade ou legalidade no caso desses adiantamentos, o que se questiona são os valores gastos em quase 7 meses com os adiantamentos, quando nessa situação estão adiantamentos de viagens que precisam ser bem explicadas pela Prefeitura de Avaré.

 

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

25 de setembro, 2017

CPI contra prefeito deve acontecer hoje na Câmara

25 de setembro, 2017

Apae realiza caminhada em comemoração ao mês de inclusão da pessoa com deficiência

25 de setembro, 2017

Feira da Educação será atração na Frea

25 de setembro, 2017

Câmara tem por obrigação investigar o executivo

25 de setembro, 2017

Advogado confunde liberdade de expressão com perseguição

25 de setembro, 2017

Delegado descreve sobre criminalidade em Avaré

25 de setembro, 2017

Antiético, secretário nega fontes em matérias do Semanário

25 de setembro, 2017

Avaré: uma cidade que teima em não crescer

25 de setembro, 2017

Corte de arvores faz avareense sentir mais calor

25 de setembro, 2017

Semanário erra e grafa errado o título da campanha do Refis

23 de setembro, 2017

Jô Silvestre “Crime contra a fé pública eleitoral e falsidade ideológica”

23 de setembro, 2017

Em nota, Prefeitura suspende cobrança de taxa de lixo

23 de setembro, 2017

Taxa de lixo: mais uma vez Prefeitura volta atrás

23 de setembro, 2017

Prefeitura suspende aulas de informática no ensino municipal

23 de setembro, 2017

ACIA convoca associados na luta contra Fest Country em dezembro

23 de setembro, 2017

Rotarianos e voluntários no plantio árvores

22 de setembro, 2017

Secretário usa emissora para defender governo

22 de setembro, 2017

Rádio vira extensão da Secretaria de Comunicação

22 de setembro, 2017

Investigação sobre sublocação de som faz parte da política

22 de setembro, 2017

Continuam pagamentos ilegais na Educação Municipal de Avaré

22 de setembro, 2017

Rejeitada mais uma denúncia sobre pintura de postes

22 de setembro, 2017

Aumento do Vale Alimentação será analisado pela Câmara

Ir para o topo