Prefeitura gasta mais de meio milhão com adiantamentos, diz jornal

Prefeitura gasta mais de meio milhão com adiantamentos, diz jornal Fonte da Foto: Ilustrativa

Em apenas sete meses de administração, o governo Jô Silvestre gastou em adiantamentos para despesas mais de meio milhão de reais, com adiantamentos de despesas, um instrumento contábil que funciona como uma espécie de “cartão corporativo” para gastos públicos - narra o jornal A Comarca na edição de ontem, sexta-feira, dia 14 de julho.

A Comarca apurou que o prefeito Jô Silvestre já empenhou, em sete meses, 558 mil reais com adiantamento de despesas; pouco mais de 192 mil reais foram devolvidos aos cofres municipais, sendo que, no total, a Prefeitura gastou 366 mil reais com despesas de viagens, compras emergenciais e despesas imediatas.

Essas verbas, de acordo com o jornal, saíram de setores como: Fundo Municipal de Saúde, Departamento de Projetos e Convênios, Procuradoria Jurídica, Departamento de Gestão Esportiva, Fundo Social de Solidariedade, Departamento de Gestão e Cultura e Lazer e do Gabinete do Prefeito.

A Prefeitura se defende afirmando que os adiantamentos são controlados de forma rigorosa pelo Departamento de Análise e Conferência, afirmando ainda que o Tribunal de Contas faz uma análise minuciosa dessas despesas e desde que a lei foi criada, em 2009, nenhum apontamento foi feito, o que mostra a lisura do processo que é o mesmo desde 2009.

Por outro lado, há de se trazer à luz do dia que ninguém está aduzindo ilegalidade ou legalidade no caso desses adiantamentos, o que se questiona são os valores gastos em quase 7 meses com os adiantamentos, quando nessa situação estão adiantamentos de viagens que precisam ser bem explicadas pela Prefeitura de Avaré.

 

Veja Também