Prefeitura sabia sobre possível bloqueio do FPM há 6 meses

Prefeitura sabia sobre possível bloqueio do FPM há 6 meses Fonte da Foto: ilustrativa

De acordo com o jornal A Comarca, há seis meses, o Prefeito Jô Silvestre foi alertado sobre a possibilidade do bloqueio da conta do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) por parte do Instituto Avareprev, como forma de receber parcelada a dívida da Prefeitura de Avaré para com a autarquia que pode ultrapassar os R$ 20 milhões.

O anúncio foi feito pela diretoria do Avareprev durante reunião com representantes do Executivo e a ata foi publicada no Semanário Oficial datado de 19 de junho de 2019 informando que a Secretaria da Fazenda estava ciente “das possíveis penalidades do não cumprimento das obrigações dos repasses”.

Reportagem do jornal, de julho de 2019, trouxe ainda informações sobre o bloqueio do FPM que ocorreu durante o governo de Poio Novaes, que precisou renegociar a dívida com o Avareprev para ter o fundo liberado. Ainda sim, o ex-prefeito Poio deixou parcelas da dívida para o atual prefeito, algo em torno de R$ 8 milhões.

Veja Também