Procurador faz doação de sucumbência para APAE

Procurador faz doação de sucumbência para APAE Fonte da Foto: ilustrativa

Nota publicada pelo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Mini-Horse, Luiz Santana Zillo, que tinha sede no Parque de Exposições “Dr. Fenando Cruz Pimentel”, informou na edição do dia 27 de julho publicada neste jornal, que tinha, desde 2004, contrato de concessão de uso de imóvel de propriedade do município pelo prazo de  20 anos.

Na nota, o presidente da Associação dos Criadores de Mini-Horse informou que tudo estava em conformidade com a lei 655 de 21 de outubro e que a Associação havia sido despejada do Parque de Exposições Dr. Fernando Cruz Pimentel por ação impetrada pelo ex-prefeito Joselyr Benedito Silvestre, cujo comprimento foi requerido pelo atual prefeito, filho do ex-prefeito.  O presidente lamentou a forma como foi feita a retirada da associação da sede, afirmando que sem motivos aparentes ou justificativa por eventual uso próprio do imóvel, anularam judicialmente a lei em vigor.

Ainda na nota, o presidente, Luiz Santana Zillo, fez questão de deixar público que a referida ação foi administrada pelo procurador Paulo B. Guazzelli, ao qual a Justiça determinou o recolhimento da sucumbência pela despejada em favor do rererido procurador.

Paulo B. Guazzelli ao invés de procurar o jornal para justificar o seu posicionamento resolveu publicar em sua página ma rede social, no dia 28 de julho, os seguintes dizeres: “fica publicamente doado para a APAE, qualquer verba sucumbencial destinada a este procurador pela Mini Horse. matéria publicada no jornal do Ogunhe”

Possivelmente, se a nota não viesse à baila através do presidente da Associação dos Criadores, no Jornal do Ogunhê, ninguém estaria falando em doação de verba de sucumbência para a entidade APAE e tudo ficaria "como dantes no quartel d'Abrantes".

Veja Também