PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Quando o interesse pessoal fala mais alto

O secretário de Comunicação da Prefeitura de Avaré vem fazendo um verdadeiro malabarismo para defender o prefeito, nem que para isso precise atacar indiscriminadamente setores da imprensa, sem argumentos que possam oferecer à população uma versão verdadeira.

Aquele que deveria ser o contato do governo com a imprensa mostra total desconhecimento da função que ocupa, colocando-se como inatingível, como se fosse agora o dono da verdade, não aceitando ser contrariado pela imprensa, com quem seu relacionamento é zero.

Possivelmente, o prefeito ainda não percebeu que não existe comunicação em seu governo e, como dizia Chacrinha, “quem não se comunica se trumbica” e isso já vem ocorrendo com o atual prefeito. O secretário conseguiu algo inusitado que levou a população avareense a conhecê-lo definitivamente, depois que brigou com a imprensa e com a Câmara de Vereadores.

Quem sempre acompanha nosso trabalho aqui no Jornal do Ogunhê tem percebido que relatamos fatos que ocorrem nesse governo e mesmo que fosse outra pessoa investida no cargo, sofreria a mesma investigação de nossa parte, porque entendemos o que é liberdade de expressão, muito diferente de ataques pessoais.

Nossa preocupação é com fatos e não com pessoas, por isso não podemos concordar com o secretário que agora faz das tripas coração para defender aquele que ele mais detestou na vida, o atual prefeito Jô Silvestre. Quanto ao caso do adiantamento de diárias são lamentáveis os argumentos de um secretário que esquece fatos com a maior naturalidade, depois de mostrar a que veio.

Quem não se lembra do quanto foi criticada a vice-prefeita Bruna Silvestre que, quando presidente da Câmara, seu motorista retirava um mísero valor de 600,00 reais como adiantamento para viagem da presidente a São Paulo? O atual secretário de Comunicação chegava a perder o folego, criticando seus gastos, até mesmo em restaurantes.

Para que nossos leitores entendam, na época, o atual secretário de Comunicação criticava com veemência o apertado valor retirado, mas, agora, dois servidores que, supostamente, não poderiam sequer solicitar retirada para custeio de viagem chegam a retirar a quantia de 5 mil reais ele diz, sem qualquer cerimônia, que isso é permitido, é legal.   

Perde-se em argumentos, não percebendo que a sociedade já está completamente ciente de seu péssimo comportamento como secretário, uma vez que considera que o prefeito Jô Silvestre hoje tudo pode, mas não podia em governos passados.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

22 de fevereiro, 2018

Semads abre inscrições para os projetos esportivos no CSU

22 de fevereiro, 2018

Prefeitura deposita vale alimentação amanhã

22 de fevereiro, 2018

Estati pede tubulação para erosão do Jardim Europa

22 de fevereiro, 2018

Câmara e vereador se precipitaram, diz opinião pública

22 de fevereiro, 2018

Câmara virou um barril de pólvora soltando faíscas

22 de fevereiro, 2018

Câmara precisa reforçar segurança, diz cidadão

22 de fevereiro, 2018

Sindicato dos Servidores envia nota à imprensa

22 de fevereiro, 2018

Licitação da coleta de lixo é adiada para 5 de março

22 de fevereiro, 2018

Universitários do Direito Eduvale são aprovados no Exame da OAB

21 de fevereiro, 2018

Vereador “joga pra galera” tema que nem existia

21 de fevereiro, 2018

Começa amanhã pagamento do PIS para nascidos em março e abril

21 de fevereiro, 2018

Cabo Sérgio pede calçada em alça de acesso da SP-255

21 de fevereiro, 2018

Ainda estão abertas as inscrições para as aulas de atletismo adaptado

21 de fevereiro, 2018

Eleitores de 5 cidades da região precisam fazer cadastro biométrico até março

21 de fevereiro, 2018

5 ficam feridos após carro bater em placa de sinalização

21 de fevereiro, 2018

Pressão popular coloca em discussão autoridade da Mesa da Câmara

21 de fevereiro, 2018

Coletores deram show de liberdade, igualdade e fraternidade

21 de fevereiro, 2018

Matrículas de informática para deficientes visuais

20 de fevereiro, 2018

Identidade de gênero não é de competência da Câmara

Ir para o topo