PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Secretário de Comunicação coloca Campos Machado em situação delicada

Graças a um trabalho jornalístico da jornalista Cida Koch do jornal In Foco, agora o Secretário de Comunicação do prefeito Jô Silvestre terá que procurar uma nova saída para justificar os seus ataques aos vereadores, ao presidente da Câmara e aos Policiais Militares de Avaré, sobre um evento feito na Câmara, que homenageou os Cabos e Soldados da Polícia Militar, cuja festividade foi custeada pelos organizadores da Polícia Militar.

No sentido de criar uma celeuma quanto ao evento, o Secretário de Comunicação, que ganha para defender o prefeito, criou uma situação que ele jamais pensava que pudesse vir a dar uma reviravolta futura.

A jornalista Cida Koch descobriu na página do deputado Campos Machado algo que poderá desmascarar o Secretário de Comunicação, sobre os ataque e ofensas aos vereadores, ao presidente Toninho da Lorsa e aos homenageados em Avaré.

A jornalista descobriu que na segunda-feira, dia 16 de outubro, o deputado estadual Campos Machado, usou do Plenário da Assembleia Legislativa para homenagear os Cabos e Soldados da Polícia Militar de São Paulo, com o mesmo foco de homenagem que ocorreu em Avaré, mas com um detalhe, em São Paulo quem pagou a conta foi a Assembleia Legislativa. (explica essa, secretário)

Portanto, não precisa ser um cientista político para entender que os ataques contra a Câmara de Avaré,  presidente da Câmara e Policiais Militares, não passam de uma campanha extremamente política, chegando a envolver altas autoridades da Polícia Militar falando de bebida alcoólica no ambiente parlamentar, aproveitando-se da palavra “open bar” que ensejou um debate desnecessário.

Já sobre o evento do Deputado Campos Machado ainda não obtivemos informação se houve “open bar”, mas essa informação deve chegar a nós em breve. A pergunta que não quer calar: é melhor com álcool, mas sem dinheiro público, ou sem álcool, mas com nosso dinheiro?

No entanto, fica aqui registrado que o Secretário de Comunicação de Jô Silvestre acabou deixando Campos Machado, marido da proprietária da rádio em que trabalha, em delicada situação, ou seja, “em palpos de aranha”.

 

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

22 de fevereiro, 2018

Semads abre inscrições para os projetos esportivos no CSU

22 de fevereiro, 2018

Prefeitura deposita vale alimentação amanhã

22 de fevereiro, 2018

Estati pede tubulação para erosão do Jardim Europa

22 de fevereiro, 2018

Câmara e vereador se precipitaram, diz opinião pública

22 de fevereiro, 2018

Câmara virou um barril de pólvora soltando faíscas

22 de fevereiro, 2018

Câmara precisa reforçar segurança, diz cidadão

22 de fevereiro, 2018

Sindicato dos Servidores envia nota à imprensa

22 de fevereiro, 2018

Licitação da coleta de lixo é adiada para 5 de março

22 de fevereiro, 2018

Universitários do Direito Eduvale são aprovados no Exame da OAB

21 de fevereiro, 2018

Vereador “joga pra galera” tema que nem existia

21 de fevereiro, 2018

Começa amanhã pagamento do PIS para nascidos em março e abril

21 de fevereiro, 2018

Cabo Sérgio pede calçada em alça de acesso da SP-255

21 de fevereiro, 2018

Ainda estão abertas as inscrições para as aulas de atletismo adaptado

21 de fevereiro, 2018

Eleitores de 5 cidades da região precisam fazer cadastro biométrico até março

21 de fevereiro, 2018

5 ficam feridos após carro bater em placa de sinalização

21 de fevereiro, 2018

Pressão popular coloca em discussão autoridade da Mesa da Câmara

21 de fevereiro, 2018

Coletores deram show de liberdade, igualdade e fraternidade

21 de fevereiro, 2018

Matrículas de informática para deficientes visuais

20 de fevereiro, 2018

Identidade de gênero não é de competência da Câmara

Ir para o topo