Secretário de Cultura é convocado pela Câmara e já disse que não vai

Secretário de Cultura é convocado pela Câmara e já disse que não vai Fonte da Foto: Marcello Ribeiro

Esse é o costume que o prefeito Jô Silvestre já estaria disseminando aos seus secretários, no sentido de mostrar que o seu governo manda e faz da maneira que bem entende, a ponto de desafiar poderes em Avaré.

Beraldo da Cultura foi convocado pela vereadora Marialva Biazon a comparecer na sessão da Câmara para prestar esclarecimento sobre os gastos da Prefeitura para a realização de uma festa, valor que teria ultrapassado um milhão de reais, assunto que foi detalhado pelo jornal A Comarca.

A informação é que se o secretário de Cultura Diego Beraldo não comparecer na Câmara, corre o risco de responder por desobediência conforme artigo da Lei Orgânica do Município, sendo que o requerimento de convocação passou por unanimidade no plenário.

Por outro lado, ao atender a reportagem do jornal A Comarca, Diego Beraldo, deixou claro que não vai comparecer, afirmando porque existe uma Ação de Inconstitucionalidade (ADIN) impetrada pela Prefeitura que reconhece a autonomia do Poder Executivo e “incontestável a invasão de competência legislativa exclusiva da União, traduzindo seria inaceitável pacto federativo” e ainda informou que existia um tesoureiro e que não seria ele a pessoa a ser convocada.

Veja Também