PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Sem equipamento, coletores continuam correndo risco

No último dia 7 de julho, mais um coletor de lixo foi vitimado pela falta de conscientização da população no sentido de acomodar cacos de vidro de forma correta e trazendo transtorno aos servidores da coleta de lixo.

De acordo com uma publicação feita na rede social, pelo chefe da limpeza, Marcelo Vasques (Marcelo Té), o coletor Leonardo Francos dos Santos cortou a perna em um saco de lixo.

A situação é mais um alerta para que a população não descarte objetos cortantes, agulhas, vidros ou qualquer outro material semelhante no lixo domiciliar.

Marcelo Vasques (Marcelo Té) está com razão e indica que os objetos que podem ocasionar este tipo de acidente devem ser embalados, identificados e descartados separadamente do saco de lixo. Vidros, por exemplo, devem estar embalados em papel resistente ou dentro de caixas com indicações de material cortante.

No entanto, a matéria teve uma boa repercussão e houve aqueles populares que, através de e-mail, informaram que esse tipo de cobrança feita pelo funcionário não deixa de ser certa, mas afirmam alguns que, a observação que vem sendo feita pela população é que os coletores de lixo trabalham sem qualquer tipo de proteção, sem botas e sem calça grossa, o que não acontece em outras cidades.

Recomendaram que a Prefeitura, depois de muitos acidentes já noticiados envolvendo os coletores, entregue uniforme adequado para esse trabalho e exija seu uso. Há servidores trabalhando de bermuda e tênis, o que não é apropriado para esse tipo de serviço.  Enquanto falta uniforme para os coletores que se comprometem com o perigo, gasta-se $ 5.000 reais em viagens sem qualquer explicação.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

25 de setembro, 2017

CPI contra prefeito deve acontecer hoje na Câmara

25 de setembro, 2017

Apae realiza caminhada em comemoração ao mês de inclusão da pessoa com deficiência

25 de setembro, 2017

Feira da Educação será atração na Frea

25 de setembro, 2017

Câmara tem por obrigação investigar o executivo

25 de setembro, 2017

Advogado confunde liberdade de expressão com perseguição

25 de setembro, 2017

Delegado descreve sobre criminalidade em Avaré

25 de setembro, 2017

Antiético, secretário nega fontes em matérias do Semanário

25 de setembro, 2017

Avaré: uma cidade que teima em não crescer

25 de setembro, 2017

Corte de arvores faz avareense sentir mais calor

25 de setembro, 2017

Semanário erra e grafa errado o título da campanha do Refis

23 de setembro, 2017

Jô Silvestre “Crime contra a fé pública eleitoral e falsidade ideológica”

23 de setembro, 2017

Em nota, Prefeitura suspende cobrança de taxa de lixo

23 de setembro, 2017

Taxa de lixo: mais uma vez Prefeitura volta atrás

23 de setembro, 2017

Prefeitura suspende aulas de informática no ensino municipal

23 de setembro, 2017

ACIA convoca associados na luta contra Fest Country em dezembro

23 de setembro, 2017

Rotarianos e voluntários no plantio árvores

22 de setembro, 2017

Secretário usa emissora para defender governo

22 de setembro, 2017

Rádio vira extensão da Secretaria de Comunicação

22 de setembro, 2017

Investigação sobre sublocação de som faz parte da política

22 de setembro, 2017

Continuam pagamentos ilegais na Educação Municipal de Avaré

22 de setembro, 2017

Rejeitada mais uma denúncia sobre pintura de postes

22 de setembro, 2017

Aumento do Vale Alimentação será analisado pela Câmara

Ir para o topo