PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Servidora não deveria ser hostilizada pela população

Em treze meses sendo defendido por um Secretário de Comunicação que, no primeiro ano de governo que preferiu brigar com toda a imprensa de Avaré, o prefeito Joselyr Filho, que até na Câmara recebe críticas de seus próprios vereadores, pelo fato de não saber conduzir seu secretariado, vem trazendo problemas a quem não merece ser crucificado pela suposta inoperância do atual governo.

O servidor ou a servidora pública que há anos faz o seu trabalho de manutenção de limpeza da cidade e principalmente algumas servidoras da limpeza de ruas, que estão precisando fazer serviços com enxadas para tirar matos, estariam sendo hostilizadas por populares, pelo fato do barulho da enxada de manhã, quando estão limpando a rua. É necessário um pouco mais de compreensão por parte da sociedade, porque a servidora está fazendo o papel dela, que é limpar as lajotas no melhor horário justamente de manhã, quando o número de veículos é menor.

Nós nos sensibilizamos com a postagem de uma servidora que usou as redes sociais para explicar que muita gente reclama desse tipo de serviço e faz um desabafo sobre as críticas que recebem quando estão fazendo a limpeza de manhã.

O se deve levar em conta é que a enxada, senhor prefeito Jô Silvestre, não deveria ser um instrumento utilizado por uma servidora que tem como função apenas varrer as ruas da cidade, pois é de conhecimento público que existem servidores que são treinados para esse tipo de serviço, o que poderia servir para que as servidoras não fossem hostilizadas, o que deixa uma conotação de que a Prefeitura não se organiza.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

24 de fevereiro, 2018

Assunto polêmico volta a ser discutido na Câmara dia 5 de Março

24 de fevereiro, 2018

Câmara acaba promovendo discurso de ódio

24 de fevereiro, 2018

A mesma Câmara teve vereador transgênero

24 de fevereiro, 2018

Morelli pode ter praticado quebra de decoro

24 de fevereiro, 2018

Câmara discute quebra de decoro de vereadora

24 de fevereiro, 2018

Ripoli criticou aumento do vale-alimentação e teve que escutar

24 de fevereiro, 2018

Professores participam de oficinas de capacitação

24 de fevereiro, 2018

Professores ouvem palestra sobre relações humanizadoras

24 de fevereiro, 2018

O que fazer com os produtos sem giro?

23 de fevereiro, 2018

Processo: Jô Silvestre pode estar próximo de perder os direitos políticos

23 de fevereiro, 2018

C. César: vereador presta depoimento sobre vídeo com Zaloti

23 de fevereiro, 2018

Carnês de IPTU já estão sendo entregues

23 de fevereiro, 2018

Concurso da Ceagesp tem vagas para Avaré

23 de fevereiro, 2018

Médico é acusado de mandar “nudes” de dentro de hospital

23 de fevereiro, 2018

Reunião confirma união para permanência da ABQM na cidade

23 de fevereiro, 2018

Internautas discutiram atitude de vereador

23 de fevereiro, 2018

Botucatu poderá virar Estância Turística

23 de fevereiro, 2018

Rodovia Coronel Macedo/Itaporanga continua interditada

23 de fevereiro, 2018

TJ-DF mantém condenação de Joaquim Barbosa por insultar jornalista

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

Ir para o topo