TC aponta irregularidades no 1° ano de Jô Silvestre

TC aponta irregularidades no 1° ano de Jô Silvestre Fonte da Foto: divulgação

A Câmara de Vereadores tem em mãos um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), no qual diversas eventuais irregularidades são apontadas no exercício de 2017, primeiro ano da administração de Jô Silvestre. A matéria é do jornal A Comarca.

O relatório foi assunto dos vereadores da oposição na noite de ontem, 13, durante a sessão ordinária, como citou primeiramente na tribuna o ex-presidente Toninho da Lorsa. “Tem de tudo nesse relatório, é uma maravilha para nós da oposição”, disse.

Já Marialva destacou que somente com contratações e pagamentos de horas extras para comissionados o prefeito gastou R$ 6 milhões, 27% a mais do que é permitido por lei nesses casos.

Outro ponto citado por Marialva foi o apontamento do TCE relativo à falta de investimento numa escola municipal, onde os fiscais falam que nem mesmo pavimentação tem numa das ruas que servem a unidade de ensino, mas que, entretanto, “tem poste pintado nessa rua”.

Veja Também