PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

TCE aponta descaso com estoques de órgãos públicos

Fiscalizações-surpresa feitas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo em almoxarifados de 234 órgãos públicos mostram negligência em relação aos produtos armazenados. Mais de 90% dos prédios não tinham Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, documento exigido por lei que indica que o edifício é seguro em caso de incêndios. Quase 20% deles também não apresentavam condições apropriadas de estocagem. Foram encontrados alimentos no chão e remédios em instalações inadequadas.

Os técnicos do tribunal visitaram locais com telhado danificado (17,24%), sem extintores de incêndio (25,43%), com fiação elétrica aparente (44,83%), materiais com possibilidade de exposição à chuva (29,74%) e infiltrações (39,22%).

Contrariando a regulamentação, mais da metade dos pontos de armazenagem estava sem dedetização e desratização no prazo recomendado. Também foi constatada a ausência de segurança e de controle apropriado, o que pode ocasionar desvios e desperdício de recursos públicos.

Foram auditados almoxarifados de 29 órgãos estaduais (secretarias, empresas, fundações e autarquias) e 205 municipais (prefeituras, na grande maioria dos casos) de 191 cidades paulistas.   

Essa foi a quarta fiscalização-surpresa realizada pelo TCESP este ano. Já foram feitas checagens em unidades de saúde, frotas oficiais e no Programa de Saúde da Família. Com iniciativas como essas, o tribunal passa a verificar não só a legalidade, mas também a qualidade do gasto público.

“É importantíssimo que os recursos sejam utilizados de maneira legal, mas isso não basta. Queremos saber como esse dinheiro, que vem dos impostos pagos pelos cidadãos, está sendo usado”, disse o presidente do TCESP, Sidney Beraldo.

Outras quatro vistorias em áreas consideradas prioritárias serão executadas até o final do ano.

(da Assessoria)

 

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

21 de novembro, 2017

Secretário de Comunicação é condenado por gravar vereador sem autorização

21 de novembro, 2017

Continuação da Cunha Bueno deve virar realidade

21 de novembro, 2017

Prefeito da região é alvo de CEI por causa de rede social

21 de novembro, 2017

Certidões de nascimento, casamento e óbito mudam a partir de hoje

21 de novembro, 2017

MEC prorroga aditamento do Fies

21 de novembro, 2017

Câmara não vota orçamento, enquanto Frea não se explicar, diz vereador

21 de novembro, 2017

TC: todos os resultados contábeis de 2016 da Frea foram negativos

21 de novembro, 2017

Secretário de Administração explica multas

20 de novembro, 2017

Vereador pede presença da diretora do DRS para explicar caso Oncologia

20 de novembro, 2017

Sexta tem doação de sangue em Avaré

20 de novembro, 2017

Obra da duplicação pode ser inaugurada esta semana

20 de novembro, 2017

IFSP de Avaré contrata professor

20 de novembro, 2017

PSC conquista emenda para a cidade

20 de novembro, 2017

Homem é preso acusado de esfaquear enteado

20 de novembro, 2017

Imagens mostram manobras de aeronave que caiu na represa

20 de novembro, 2017

Duplicação da rodovia SP 255 termina este mês

20 de novembro, 2017

Contas da FREA de 2016 não são aprovadas

20 de novembro, 2017

Prefeito de Porangaba é condenado por gastar demais com festas e shows

20 de novembro, 2017

Dia 1º de dezembro tem jantar beneficente na APAE

18 de novembro, 2017

Setor de Oncologia: o certo é resolver o problema

18 de novembro, 2017

Santa Casa envia nota sobre caso Oncologia

18 de novembro, 2017

Prefeitura vai processar motoristas da frota municipal devido a multas

Ir para o topo