TCE rejeita contas da Avaréprev, auditor diz que situação é temerária

TCE rejeita contas da Avaréprev, auditor diz que situação é temerária Fonte da Foto: divulgação

O Tribunal de Contas do Estado julgou irregular a prestação de contas da Avareprev referente ao exercício de 2017, sendo que o auditor Márcio Martins de Camargo destacou que a situação do instituto seria “temerária”.

De acordo com as informações publicadas pelo jornal A Voz do Vale de sábado, dia 7 de setembro, são relatadas diversas falhas, sendo que a maioria seria por atraso da Prefeitura de Avaré. A dívida da Prefeitura com a Avareprev passava de 347 milhões de reais.

Embora o editor tenha elogiado a situação financeira do Avareprev, como noticiou o jornal, o que ficou registrado foram as constantes quebras de acordos por parte da Prefeitura de Avaré, em não repassar os valores devidos mensalmente e ainda não pagar os parcelamentos dos acordos em dia.

O jornal A Voz do Vale trouxe com exclusividade a situação da Prefeitura com a  Avareprev o que vale a pena ser conferido pelo leitor. Mostra que o auditor não errou ao afirmar que é “temerária” a situação do instituto. A situação da Prefeitura de Avaré pelo fato de estar em dívida com Avareprev não permite a obtenção do Certificado de Referência Previdenciária (CRP) que se insere nos referidos atrasos das contribuições previdenciárias pela Prefeitura.  A Voz do Vale trouxe muito mais detalhes. Vale a pena ler.

Veja Também