Toninho da Lorsa cobrou sem resposta o 1 milhão da festa

Toninho da Lorsa cobrou sem resposta o 1 milhão da festa Fonte da Foto: Divulgação

Falando sobre a Emapa, o vereador Toninho da Lorsa apresentou na tela da Câmara o valor do contrato com a empresa Sâmor Promoções Artísticas de apenas 300 mil reais e fez aquela famosa perguntinha ao prefeito Jô Silvestre: onde estaria o depositado o 1 milhão de reais que ele havia anunciado em um programa de rádio que entraria para a Prefeitura com a venda da festa.

O fato é que, sem argumento algum, o vereador Estati virou uma onça em plenário, querendo justificar a existência desse dinheiro, mas depois de tantas delongas não conseguiu justificar onde estaria esse dinheiro e partiu para um estilo de crítica que não pegou bem, ao acusar o colega de parlamento Toninho da Lorsa de “forasteiro do bem”.

Não ficou bonito para o vereador da base do prefeito, que demonstrou tamanho preconceito, indo parar nas redes sociais sua maneira desagradável de falar em plenário, quando não tem argumentos para fazer defesa prévia do prefeito.

Veja Também