PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Tribunal de Contas é específico: não pode diária de viagem a comissionados

Como publicado na edição de ontem 12 de julho, apenas repercutimos o que destaca o Tribunal de Contas do Estado; não se trata de informações incorretas (como a Prefeitura quer tentar fazer crer), pois, em determinado trecho, o órgão especifica que apenas pode retirar adiantamento o servidor que for efetivado, ou melhor, que mostre vínculo empregatício com a Prefeitura e seja estatutário, o que não é o caso dos dois servidores em questão.

Outro ponto que, provavelmente, não foi levantado pela Secretaria de Comunicação é que, conforme explica o TCE, “o pagamento de diárias a vereadores, prefeitos e demais agentes políticos (Secretários Municipais) não é permitido para cargos comissionados...” No caso dos servidores defendidos pelo Secretário de Comunicação, eles não são servidores efetivos e, se ainda estivessem em estado probatório não teriam também, segundo o Tribunal, o direito de levantar determinados adiantamentos.

A exemplo dessa situação, se faz necessário, trazer à tona um fato ocorrido no governo de Rogélio Barcheti, quando Daniela Segarra e seu marido Joaquim, viajaram para São Paulo e quem obteve o adiantamento para a viagem foi Daniela Segarra, porque Joaquim não podia por ser servidor comissionado e, na época, o atual Secretário de Comunicação como também este jornalista que escreve, questionamos o fato, visto todo o imbróglio acontecido.

Para que não pairem dúvidas: na época, além de questionarmos a situação de Daniela Segarra, o Jornal do Ogunhê, que também noticiou o fato, em conversa com funcionários da época, obteve a informação de que, somente Daniela Segarra poderia obter o adiantamento pelo fato de ser servidora efetiva e estatutária, o que não ocorre com os dois servidores desta gestão que ocupam cargos em comissão, por vias políticas e não são estatutários como determinam as normas do Tribunal de Contas. 

Há que se entender que os dois servidores não têm vínculo empregatício e podem ser exonerados hoje, daqui dois meses ou até o final do mandato, portanto não podem ter acesso a adiantamentos.

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

22 de fevereiro, 2018

Semads abre inscrições para os projetos esportivos no CSU

22 de fevereiro, 2018

Prefeitura deposita vale alimentação amanhã

22 de fevereiro, 2018

Estati pede tubulação para erosão do Jardim Europa

22 de fevereiro, 2018

Câmara e vereador se precipitaram, diz opinião pública

22 de fevereiro, 2018

Câmara virou um barril de pólvora soltando faíscas

22 de fevereiro, 2018

Câmara precisa reforçar segurança, diz cidadão

22 de fevereiro, 2018

Sindicato dos Servidores envia nota à imprensa

22 de fevereiro, 2018

Licitação da coleta de lixo é adiada para 5 de março

22 de fevereiro, 2018

Universitários do Direito Eduvale são aprovados no Exame da OAB

21 de fevereiro, 2018

Vereador “joga pra galera” tema que nem existia

21 de fevereiro, 2018

Começa amanhã pagamento do PIS para nascidos em março e abril

21 de fevereiro, 2018

Cabo Sérgio pede calçada em alça de acesso da SP-255

21 de fevereiro, 2018

Ainda estão abertas as inscrições para as aulas de atletismo adaptado

21 de fevereiro, 2018

Eleitores de 5 cidades da região precisam fazer cadastro biométrico até março

21 de fevereiro, 2018

5 ficam feridos após carro bater em placa de sinalização

21 de fevereiro, 2018

Pressão popular coloca em discussão autoridade da Mesa da Câmara

21 de fevereiro, 2018

Coletores deram show de liberdade, igualdade e fraternidade

21 de fevereiro, 2018

Matrículas de informática para deficientes visuais

20 de fevereiro, 2018

Identidade de gênero não é de competência da Câmara

Ir para o topo