Vereador Cabo Sérgio esteve com o Governador

Vereador Cabo Sérgio esteve com o Governador Fonte da Foto: Assessoria

No dia 4 de maio passado, o vereador Cabo Sérgio esteve junto ao Governador para reivindicação da categoria policial. Cabo Sérgio é vereador pelo PSC de Avaré além de estar aposentado da Polícia Militar. A matéria é da assessoria do partido.

O evento realizado no Palácio dos Bandeirantes foi destinado às Praças da Polícia Militar, Soldados, Cabos e Sargentos. Obteve também a presença de eleitos Vereadores, Vice Prefeitos e Prefeitos, em diversas cidades do Estado de São Paulo.

Todos os presentes foram recebidos com a presença do Governador do Estado Márcio França que, pela primeira vez na história do Estado em seus mais de 180 anos de existência da Polícia Militar, recebeu todos para vangloriar os méritos, lutas e votos por tudo que representam para o País.

Com a presença de mais de 35 policiais militares eleitos, todos formando a mesma mesa, sem distinções e com extremo respeito por parte do governador, foi colocado em pauta o fim do ‘Regulamento Disciplinar’ e a implantação de um código de Ética, o fim das prisões e das detenções e dos afastamentos sistemáticos do policial após ação de defesa da sua vida e de terceiros.

Foram citados também outros projetos, como a Criação do plano de Carreira Única, reposição das perdas salariais dos últimos 20 anos, a manutenção de um canal de dialogo entre as Praças da Policia Militar e o Governo do Estado entre outros contrapostos que foram consideradas um “momento histórico para Policiais Militares”.

Em seu discurso, Cabo Sérgio relevou que “o momento considerado como histórico ocorrido no Palácio dos Bandeirantes é de extrema importância para valorizar os méritos e todo serviço prestado pelos presentes, e também, de grande pertinência para os assuntos da segurança Pública. Aproveitamos para solicitar uma política de reposição salarial, fim das restrições para PMs que envolve em ocorrências com evento de morte, compensação aos policiais que precisam deslocar para assumir serviço em outro município, entre outros pedidos que acreditamos serem essenciais”.

De acordo com a assessoria, a reunião durou cerca de 13 horas de diálogo que visou, desde o princípio, ser o primeiro passo para a valorização dos militares.

Veja Também