PAPO DE ESQUINA

Jornal do Ogunhe

Vereador quer saber quem indicou Marcelo Aith para o governo

Depois que a imprensa levantou o caso da criação de uma Secretaria para Negócios Jurídicos cujo nome que deveria ser indicado para a pasta seria o advogado Marcelo Gurjão Aith, essa indicação já começava a ganhar proporção em Avaré, até porque ninguém sabia quem era o advogado, de onde vinha e o porquê dessa escolha, como sempre acontece em Avaré.

Embora o vereador Ernesto Albuquerque não tenha dito em sua palavra livre, é necessário lembrar que é comum a certos prefeitos que assumem em Avaré escolher secretários de outras cidades ou até advogados de fora, para honrar teoricamente acordos feitos com deputados que desembarcam em Avaré e, com certeza, isso apenas serve para menosprezar bons profissionais da cidade, já que esses que aparecem e nem mesmo conhecem os problemas da cidade, como vemos atualmente na situação do turismo, onde as informações são extremamente contraditórias.

Mas, voltando à sessão de segunda-feira, o vereador Ernesto Albuquerque levantou uma questão que precisa ser debatida para que a população entenda por que o prefeito Jô Silvestre contratou o advogado Marcelo Aith e quem o teria indicado para Avaré, terminando por ser preso pela Gaego e, sumariamente, exonerado do cargo. Mas o interesse do vereador é saber de quem foi a indicação para que o advogado viesse a ser escolhido para ocupar a Consultoria Jurídica da Prefeitura e por pouco não conseguiu.

Por um trabalho muito bem feito pela imprensa de Avaré, nem a criação e muito menos a permanência do advogado na Prefeitura ocorreram.  Mas a pergunta do vereador está mantida: Quem indicou o advogado?

Tags:

SEC AVARÉ

VEJA TAMBÉM

24 de fevereiro, 2018

Assunto polêmico volta a ser discutido na Câmara dia 5 de Março

24 de fevereiro, 2018

Câmara acaba promovendo discurso de ódio

24 de fevereiro, 2018

A mesma Câmara teve vereador transgênero

24 de fevereiro, 2018

Morelli pode ter praticado quebra de decoro

24 de fevereiro, 2018

Câmara discute quebra de decoro de vereadora

24 de fevereiro, 2018

Ripoli criticou aumento do vale-alimentação e teve que escutar

24 de fevereiro, 2018

Professores participam de oficinas de capacitação

24 de fevereiro, 2018

Professores ouvem palestra sobre relações humanizadoras

24 de fevereiro, 2018

O que fazer com os produtos sem giro?

23 de fevereiro, 2018

Processo: Jô Silvestre pode estar próximo de perder os direitos políticos

23 de fevereiro, 2018

C. César: vereador presta depoimento sobre vídeo com Zaloti

23 de fevereiro, 2018

Carnês de IPTU já estão sendo entregues

23 de fevereiro, 2018

Concurso da Ceagesp tem vagas para Avaré

23 de fevereiro, 2018

Médico é acusado de mandar “nudes” de dentro de hospital

23 de fevereiro, 2018

Reunião confirma união para permanência da ABQM na cidade

23 de fevereiro, 2018

Internautas discutiram atitude de vereador

23 de fevereiro, 2018

Botucatu poderá virar Estância Turística

23 de fevereiro, 2018

Rodovia Coronel Macedo/Itaporanga continua interditada

23 de fevereiro, 2018

TJ-DF mantém condenação de Joaquim Barbosa por insultar jornalista

22 de fevereiro, 2018

Vereador é condenado pela Justiça em 1ª  instância

22 de fevereiro, 2018

Polícia prende mãe, filha e genro por tráfico de drogas

22 de fevereiro, 2018

Avaré e Piraju recebem espetáculo multimídia

Ir para o topo