Aproximação com prefeito gera amnésia política em Flávio Zandoná

Aproximação com prefeito gera amnésia política em Flávio Zandoná Fonte da Foto: Divulgação

Muito tem se falado da CPI do Covidão, onde há fartos indícios que a Secretaria de Saúde pagou caro por anestésicos utilizados no Pronto Socorro, valores aliás que o próprio secretário de Saúde Roslindo Machado confirmou em entrevista à Do Vale TV ter pago valor acima do mercado e dizendo que até a Santa Casa estava pagando sobrepreço nesses medicamentos, o que chamou a atenção; além disso a empresa que vendeu esses insumos é do Estado de Goiás e seria muito suspeita, com várias situações controversas, o que motivou a criação dessa investigação parlamentar.

Mas com a caneta de Flávio Zandoná, a formação da CPI se deu somente com membros ligados ao prefeito, mostrando uma orquestração no sentido de “segurar” a CPI em favor do Executivo, o que vai repercutir negativamente sobre os membros da comissão, já que a população está de olho e quer uma apuração rigorosa e agora com o Ministério Público acompanhando de perto, qualquer ato de prevaricação poderá ter graves consequências para os vereadores.

Pela desobediência legal na formação da CPI, que não contemplou a proporcionalidade na escolha de seus membros, houve questionamento judicial, onde o juiz negou a causa, mantendo a formação, sendo que já deverá ser feito recurso contra essa sentença.

Independente da decisão judicial, o que machuca a cidade é que o presidente da Casa não deveria deixar a situação chegar às vias judiciais, afinal Flávio Zandoná foi presidente de uma CPI importantíssima para Avaré, a CPI da Dívida Ativa. Ele é conhecedor da importância da escolha dos membros da CPI, e a atitude do presidente apenas mostra que ele não aprendeu nada nos seus quatro anos de mandato, decepcionando assim os eleitores que o apoiaram a reeleição. Ou talvez esteja sofrendo de amnésia política, esquecendo todo o seu aprendizado e, como diz Marcelo Ortega, “deixando a Câmara de joelhos para o prefeito”.

Veja Também