Avaré, com um potencial mal aproveitado está ficando para trás

Avaré, com um potencial mal aproveitado está ficando para trás Fonte da Foto: divulgação

Para quem não sabe ou se esqueceu, Avaré foi uma cidade que já teve empresas sólidas no passado, tem até hoje muitas que ainda têm responsabilidade social de gerar empregos, renda e tributos na cidade. Mas, por outro lado, perdeu muitas empresas excelentes, seja por razões políticas, motivações empresariais como má gestão, ingerência de mercado e outras circunstâncias, as quais não nos compete mencionar pelo fato de exercerem atividades privadas. 

O que de fato é muito preocupante é Avaré não se reinventar como outras cidades, é acomodar-se, parar no tempo, acostuma-se com economia e renda de funcionalismo público, aposentados, atividades agropecuárias que são bastante relevantes, bem como empregos de baixo valor agregado.

Não se trata de demagogia, estamos a 18 minutos da Rodovia Castelo Branco, 263 Km da Capital, 30 minutos das Rodovias Marechal Rondon e Raposo Tavares; agora tudo indica que teremos o retorno da malha ferroviária, o que está nos faltando. 

Temos um PIB municipal de 2.7 bilhões, precisamos crescer, rumar ao progresso, gerar empreendimentos, empregos, renda e aumento de arrecadação tributária. Por fim, observemos o roteiro da prosperidade de muitas cidades bem localizadas como Avaré: têm segurança jurídica, desburocratização, plano diretor, melhoras na infraestrutura, educação denominada economia do conhecimento, mão-de-obra qualificada, cidades, sustentáveis e com avanços tecnológicas, cidades que buscaram melhor qualidade de vida ao seu povo. Por que isso não acontece com Avaré, por que a cidade não luta por isso?

Veja Também