Com a saúde em crise, vereadores criticam em bloco gestão de Roslindo Machado

Com a saúde em crise, vereadores criticam em bloco gestão de Roslindo Machado Fonte da Foto: arquivo

Vereadores do PSD partiram para o ataque contra a Secretaria da Saúde na sessão da Câmara desta segunda-feira.

Mostrando descontentamento com o trabalho de Roslindo Machado à frente da pasta, Carlos Wagner pediu ao prefeito Jô Silvestre o rompimento do contrato com a prestadora de serviços médicos Infomed. “Já passou do tempo. Eles não cumprem desde o início, que é disponibilizar 11 médicos durante todo o turno de serviço. Contrate uma empresa capacitada para socorrer a nossa população, que está pedindo socorro faz tempo, a população está morrendo no Pronto Socorro e o senhor está pintando poste”.

Na mesma linha, Luiz Claudio da Costa rebateu a fala de Roslindo de que os vereadores estariam atrapalhando o Pronto Socorro. Ele relatou que em contato com uma auxiliar do próprio secretário, foi informado que da falta de medicamentos, da ausência da coordenadora (que deixou seu cargo), além da falta de oxigênio. “No meu celular tem inúmeras pessoas pedindo para eu comparecer no pronto socorro. Antes de vir na Câmara estava no plantão policial, vamos voltar, queremos saber o que estava acontecendo”.

Dr. Hidalgo fechou o rol das críticas falando que “esse tipo de política suja, no sentido de colocar a população contra quem realmente quer trabalhar, não funciona, comigo não cola, mostre serviço. Não tem médico? Vai atender. E o juramento que o senhor fez quando era médico?”. 

E deixou recados claros a Roslindo Machado: “Não vamos no Pronto Socorro atrapalhar atendimento. Lembrando que antes da eleição, senhor secretário, o senhor foi atrás desse vereador. A população não tem culpa do mau atendimento, se a empresa não tem médico, tendo em vista que no Boletim de Ocorrência está desde dezembro (essa falta de profissionais)”, criticou.

Veja Também