Contradição: Dória fecha tudo mas mantém escolas abertas

Contradição: Dória fecha tudo mas mantém escolas abertas Fonte da Foto: Ilustrativa

Possivelmente, o governador do Estado de São Paulo João Dória possa estar tão estressado que nem mesmo com sua equipe estaria prestando atenção ao que vem ocorrendo na região de Avaré, onde vereadores, depois de vários acontecimentos em que até criança de menos de um ano de idade está sendo contaminada pelo coronavírus e que professores e funcionários não estão recebendo a vacinação, com vários professores e servidores já afastados do trabalho. E não é um caso só de Avaré mas da região, tanto que diversas cidades frente à falta de leitos de UTIs, estão paralisando as aulas, enquanto que em Avaré continuam.

Dória mostra uma contradição fora do comum ao chegar fechar o comércio das cidades, que não seria a responsável pelo aumento do coronavírus, mas sim as aglomerações com festas clandestinas que ajudam a aumentar as internações. Chega a fechar tudo mas libera para que as crianças passem a ser o alvo do vírus na região de Avaré levando para a casa dos pais o vírus. O fato é que em algumas cidades da região muitas suspenderam as aulas tanto da rede pública como privada, pois os leitos de UTIs de muitas dessas cidades que só recebiam idosos, agora já tem na fila jovens de 20 a 40 anos sendo contaminados, justamente por essa cepa anunciada pelo Secretário do governo Marcos Vinholi.

Além do mais, quando o grupo de contingência do Plano São Paulo aparece para coletiva para falar sobre a situação, nenhum desses especialistas fala o que o Ministro da Saúde do Estado já deixou claro na imprensa, que a sua sugestão seria que as aulas presenciais fossem paralisadas, mas ninguém fala sobre isso, contradições que não colaboram com o governador que enfrenta uma avalanche de críticas nas redes sociais.

Veja Também