Deputados entram na disputa sobre quem vai trazer hospital de campanha em Avaré

Deputados entram na disputa sobre quem vai trazer hospital de campanha em Avaré Fonte da Foto: internet

O local já existe e se trata do prédio do Ambulatório de Especialidades Médicas (AME) que custou para o governo do Estado a bagatela de 28 milhões de reais, com previsão de entrega em 2017, ficando fechado até agora, matéria que foi publicada pela Prefeitura de Avaré em 6 de outubro de 2017.

Desde 2017 quando o prédio ficou pronto com direito até mesmo a equipamentos (que chegaram a ser furtados do prédio), não se ouvia falar tanto desse prédio, fazendo com que políticos que nunca se interessaram e nem falavam do referido prédio, agora se manifestem; chovem deputados prometendo o que nem mesmo o atual prefeito se preocupou, no início da pandemia, que seria transformar o prédio em hospital de campanha.

Depois que os casos de coronavírus começaram a se alastrar, o presidente da AMVAPA, prefeito Betinho e o deputado Fernando Cury levantaram a questão de transformar o AME em hospital de campanha, o prefeito Jô Silvestre muito provavelmente levou um choque com a notícia e resolveu entrar na parada, com auxílio de vereadores da base, entretanto não dava informações sobre sua suposta participação.

Betinho e Fernando Cury foram mais eficazes passando a informação, principalmente em uma entrevista no Papo Reto da Jovem Pan em Avaré, e o prefeito Betinho presidente da AMVAPA deixou isso muito claro. Notava-se uma esfriada com relação à situação e, logo que o Jornal do Ogunhê questionou o esquecimento do assunto, o prefeito Jô Silvestre resolveu colocar a boca no trombone, possivelmente, tentando desacreditar setores da imprensa, usou da sua página na rede social para colocar o deputado Campos Machado como grande preocupado com o caso do  hospital de Campanha.

Veja Também