Grupo Narcóticos Anônimos volta ás atividades presenciais em Avaré

Grupo Narcóticos Anônimos volta ás atividades presenciais em Avaré Fonte da Foto: ilustrativa

Devido a pandemia COVID-19, o grupo Avaré de Narcóticos Anônimos, teve que paralisar suas reuniões presenciais de mútua ajuda entre os adictos (dependentes químicos). Foram quase cinco meses com as portas fechadas.

As reuniões nesse período, aconteciam via plataformas virtuais, tentando dessa forma amenizar os efeitos da pandemia para os membros do grupo. No último mês de agosto, o grupo Avaré recebeu a autorização para a sua reabertura de forma responsável (atendendo a todas as medidas sanitárias) e gradual e, com isso, o grupo pode receber em suas reuniões pessoas com problemas de dependência química (inclusive o álcool e drogas lícitas).

" N.A. é uma Irmandade sem fins lucrativos de homens e mulheres para quem as drogas se tornaram um problema maior. "Somos adictos em recuperação que nos reunimos regularmente para ajudarmos uns aos outros a nos mantermos limpos".

Este é um programa de total abstinência de todas as drogas, inclusive o álcool. Não há matrículas nem taxas, somos autossustentáveis, e recusamos contribuições externas. Só há um requisito para ser membro: o desejo de parar de usar drogas.

Nosso propósito primordial de recuperação é levar a mensagem ao adicto que ainda sofre, e não temos opinião sobre questões alheias, bem como não endossamos ou nos vinculamos a quaisquer outras sociedades relacionadas ou empreendimentos alheios – isso para que nossa mensagem permaneça livre e acessível a todos aqueles que precisam e queiram ajuda.

Não estamos ligados a nenhum grupo político, religioso ou policial e, em nenhum momento estamos sob vigilância. O anonimato de nossos membros é altamente respeitado dentro das reuniões de NA.

Em Avaré, NA está presente há mais de 18 anos e vem salvando centenas de vidas que estavam no mundo das drogas. Se você conhece alguém que tenha problemas com drogas, indique Narcóticos Anônimos, nós podemos ajudar!"

Veja Também