Influencer dá sua versão sobre denúncia de Jô Silvestre na delegacia

Influencer dá sua versão sobre denúncia de Jô Silvestre na delegacia Fonte da Foto: Divulgação

O influencer Pauloh Proença teve que comparecer à Delegacia de Polícia Civil de Avaré para falar a respeito de um Termo Circunstanciado aberto contra ele pelo prefeito Jô Silvestre. Segundo o depoimento, o seu trabalho é receber denúncias e informações de populares, e que usa o seu perfil no Facebook como forma de protestos e amparado no seu direito de cidadão à livre expressão. Negou fazer críticas à pessoa física do prefeito Jô Silvestre, e reconheceu alguns prints de postagens anexados aos autos com críticas à atual gestão, usados como forma de embasar a denúncia contra ela.

Citou ainda um cidadão identificado como R., que supostamente seria a pessoa que teria as provas das acusações contra Pauloh, afirmando que as mesmas são inverídicas. Pauloh Proença no depoimento foi claro em dizer que jamais teria dito a R. que recebia R$ 1.800,00, acrescidos de pagamento de água e de luz, para fazer críticas ao governo de Jô Silvestre.

Ele também reforça que é “mentira” que esse suposto pagamento sairia de duas pessoas, sendo que uma delas seria um vereador, sobre quem disse conhecer somente da Câmara Municipal, não mantendo relação de amizade ou profissional com o referido, e que nunca recebeu qualquer tipo de vantagem para fazer suas críticas.

Em sua rede social, durante live no final de julho, Pauloh Proença deixou um duro recado a Jô Silvestre: “Tenho caráter e honra. Calar a minha voz? Jamais, senhor prefeito. Não teve conteúdo esse Termo Circunstanciado (na Polícia). Fico triste com a demonstração de incompetência do senhor”.

Veja Também